10.3.16

Love For Realsies (25/26)

TítuloAmor Pra Valer
Resumo: Chloe acha incrivelmente difícil resistir ao afeto de Oliver. 
Autorababydee1
Classificação: NC-17
Linha de tempo: Temporada 9
História Anterior: Just For Funsies
Capítulos Anteriores01 :: 02 :: 03 :: 04 :: 05 :: 06 :: 07 :: 08  :: 09 :: 10 :: 11 :: 12 :: 13 :: 14 :: 15 :: 16 :: 17 :: 18 :: 19 :: 20 :: 21 :: 22 :: 23 :: 24

Ela não conseguiria deixá-lo mais feliz nem se tivesse de fato dito 'eu te amo'.

Alegria explodiu no peito de Oliver às palavras de Chloe. Era interessante observar que ela tinha respondido a questão de sua própria perspectiva, não da de Clark, como ela costumava fazer. Oh, Clark não pensa em mim desse jeito... Clark nunca me quis dessa maneira... ele está com Lois, ele não me ama...

Oliver olhou para um ponto na parede, pensando. Qualquer uma das respostas anteriores lhe diria que ela estava com ele por falta de opção, mas a resposta que ela havia lhe dado mais do que respondia sua pergunta.

Ela o amava.

Seu silêncio e pensamentos a preocupavam. "O que, ainda não está convencido?" ela perguntou, sua voz trêmula. "Hum... Eu posso cantar, se ajudar. De quem você gosta; Beatles, Dido, Lifehouse...? Qualquer um menos Celine Dion, porque não consigo alcançar aquele tom."

Ela estava falando sério? Com certeza não...

Ele balançou a cabeça. "Chloe, você não precisa-"

Ela clareou a garganta e ele franziu a testa enquanto ela começava a cantar.

Encontre-me aqui, e fale comigo
Eu quero sentir você...

Oliver olhou para ela incrédulo, ainda sem acreditar no que estava vendo - e ouvindo. Chloe segurou a mão dele como se sua vida dependesse disso e continuou.

Você é a luz que me guia
Para o lugar onde vou encontrar... a paz...

Uau. Oliver piscou em choque. Chloe Sullivan, a mulher mais forte que ele conhecia, estava nua e cantando para ele uma música romântica. Era como um episódio bizarro de Além da Imaginação.

...E como eu posso estar aqui e não ser tocada por você?
Você pode me dizer, como pode ser melhor do que isto?

Porque você é tudo que eu quero-

"Chega", ele disse. "Apenas... chega."

Ela parou no meio do verso, a música morrendo em seus lábios.

"O que, não gosta de Lifehouse? Hum... ok, então, que tal-"

"Chloe, eu disse que chega."

A esperança nos olhos dela começou a sumir, mas ela engoliu em seco e falou.

"O que eu preciso fazer, Ollie?" ela perguntou. "Fala pra mim."

Ele cruzou os braços, resoluto. "Nada."

Ela arregalou os olhos. "Nada?" sussurrou.

"Você está desperdiçando seu tempo", ele disse. "E o meu."

Uma expressão confusa cruzou o rosto dela. "Por favor não diga isso", ela implorou.

Ele olhou para ela. "Chloe, não estou mentindo para você. Eu agradeço o gesto, mas por mais que sua voz seja bonita, isso não vai fazer diferença."

Chloe respirou fundo e uma lágrima rolou por seu rosto. "Não me importa o que você fale, Ollie, acho que vale a pena lutar pelo que temos e eu não vou desistir até te mostrar isso."

Ele suspirou exasperado. "Chloe... escuta, eu-"

"Ok, eu admito que vomitar não foi a melhor maneira de reagir à declaração de amor, mas eu não pude evitar; eu entrei em pânico!" ela disse desesperada. "Você nunca entrou em pânico e tomou uma decisão com base no medo?"

"Chloe-"

Ela não parou. "Eu sei... eu sei que estava muito assustada para aceitar, nos aceitar, mas não tenho mais medo, e eu sei que podemos fazer isso dar certo. Você mesmo disse isso, há semanas atrás-"

"Você me convenceu quando atravessou a janela."

"...que você não sabia porque eu tinha tanto medo, e eu..." Chloe parou e ela olhou pra ele. "O quê?" ela sussurrou.

Ele sorriu. "No momento em que você entrou aqui. Eu soube."

Ela ficou boquiaberta. "Você está dizendo que...?"

"Que eu te amo e sei que você me ama, e quero que passemos o resto de nossas vidas fazendo o outro feliz?" Ele lhe deu um sorriso largo. "Claro que sim."

Chloe piscou e se afastou confusa. "Oh! Mas... você disse que não acreditava em mim, que precisava me ouvir dizer..."

Ele deu de ombros de novo e sorriu timidamente. "Eu tinha que tentar."

Ela olhou pra ele como se não estivesse acreditando que havia conseguido. Ela franziu a testa e inclinou a cabeça para o lado, estudando-o, tentando decidir se ele estava falando sério ou não.

Deus, ela estava tão adorável. E nua.

E ela era toda sua.

Oliver sorriu de verdade pela primeira vez em semanas, e estendeu a mão pra ela. "Vem cá, sua bobinha."

Ainda incerta, Chloe lentamente segurou a mão dele. Oliver acariciou seu rosto com a outra mão, olhando dentro de seus olhos.

"Eu acredito em você", ele sussurrou.

Os olhos dela brilharam com as lágrimas e um sorriso começou a se formar em sua boca. "Acredita?" ela perguntou.

"Sim."

Com um soluço, ela se jogou nos braços dele, segurando-o com toda a força que tinha.

"Oh, meu Deus, eu achei que tivesse perdido você", ela soluçou contra o pescoço dele. "Seu grande idiota, por que me assustou desse jeito?"

Oliver respirou fundo enquanto seu corpo se reencontrava com o de Chloe. Era indescritível o quanto era bom estar de volta aos braços dela. Ele enterrou uma mão em seu cabelo e passou a outra em sua cintura, puxando-a ainda mais perto.

"Eu precisava saber", ele disse, sentindo o perfume dela. "Desculpe, eu não quis ser duro com você; só imaginei que se eu não vou ouvir um 'eu te amo' de você por um tempo, então tinha que saber porque."

"Então, não era uma vingança por eu ter vomitado quando você disse que me amava?" ela perguntou timidamente.

Ele riu. "Talvez um pouco."

Ela afastou a cabeça e sorriu entre as lágrimas. "Desculpe", ela disse. "Desculpe ter demorado tanto tempo..."

"Shh", ele a acalmou, acariciando seu rosto. "Está tudo bem. Está tudo bem, meu amor."

"Achei que você tinha desistido de mim", ela disse trêmula.

"Ei, eu prometi que você nunca ia me perder, não prometi?" ele disse, sorrindo enquanto bagunçava o cabelo dela. "Eu falei de verdade; não vou a lugar nenhum. Estou aqui para o que vier, Chloe, então é bom você se acostumar comigo."

Chloe sorriu, seu sorriso tão grande que poderia facilmente iluminar o apartamento inteiro. Ela segurou o rosto dele e pressionou seus lábios aos dele, beijando-o com fervor. Ele retornou os beijos com igual paixão, emaranhando as mãos no cabelo dela e sua língua na dela.

Oliver gemeu quando a língua dela invadiu sua boca e a puxou ainda mais contra ele. Deus, ele tinha sentido falta dela; muita falta dela nas últimas semanas. Ele tinha que lembrar de se esforçar para não esmagá-la contra ele, afinal ela estava ferida.

Sem parar o beijo, ele colocou alguma distância entre eles, mas Chloe usou isso como vantagem, aproveitando para puxar a camiseta dele e a calça. Oliver levantou a cabeça e segurou os pulsos dela, respirando com dificuldade.

"O que você está fazendo?" ele arfou.

"O que parece?" ela respondeu, tentando se soltar.

Ele tinha razão; sua pergunta havia sido totalmente retórica. Ele queria o que ela estava oferecendo, queria muito. Mas ela estava machucada da queda.

"Chloe... você precisa descansar, querida", ele disse. "Eu posso esperar até amanhã, de verdade. O que vai nos custar só mais uma noite?"

Chloe balançou a cabeça teimosamente e finalmente conseguiu se soltar. "É como você disse, Ollie", ela arfou enquanto subia as mãos por dentro da camiseta dele. "Eu já perdi tempo demais."

______________
VINTE E SEIS

________________________________________________________________________________

4 comentários:

  1. Olá, meus queridos!

    Estou tão envergonhada com a demora... e chateada também. Minha vida anda tão complicada que nas últimas semanas não consegui nem entrar no blog.

    Falta um capítulo desta história e tenho uma história de uma nova autora, a Aline, que vou postar esta semana ainda...

    Enfim, passando para dizer que o blog ainda vive!!!

    Conto muito com a compreensão de vocês...

    :D

    ResponderExcluir
  2. Sofia, você eh sempre muito fofaaaa! Obrigada por deixar nossa chama sempre acesa. 💙💙💙

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por persistirem!!! <3

      Excluir
  3. Sofia, sem problema... não importa o quanto demore, o que realmente importa é o que você disse: o blog vive!!! =D

    Correndo pra continuação...

    GIL

    ResponderExcluir

Google Analytics Alternative