11.12.15

Love For Realsies (11/26)

TítuloAmor Pra Valer
Resumo: Chloe acha incrivelmente difícil resistir ao afeto de Oliver. 
Autorababydee1
Classificação: NC-17
Linha de tempo: Temporada 9
História Anterior: Just For Funsies
Capítulos Anteriores01 :: 02 :: 03 :: 04 :: 05 :: 06 :: 07 :: 08  :: 09 :: 10


Chloe não hesitou. Com dedos trêmulos, ela pegou o celular e ligou para Clark. Depois de alguns toques, ele finalmente atendeu.

"Eu fiz o check-in, o que mais você quer?" ele disparou.

"Oliver foi sequestrado", ela disse aérea.

Ele ficou em silêncio por um segundo. Então: "O quê?"

"Eu disse-"

De repente ela ouviu o familiar som de vento e Clark estava parado em sua frente.

"Eu ouvi", ele disse, sua voz gentil, mas autoritária. "Quando ele foi visto pela última vez?"

"Uh..." ela vagou até o computador e digitou as coordenadas para que Clark visse as imagens que ela acabara de ver.

"Isso é em Southwood Road?" ele perguntou.

"Huh?" ela disse, parecendo desorientada. "Sim, sim, isso mesmo."

"Eu volto logo." Ele desapareceu da sala, e Chloe se virou e lentamente caminhou até o sofá.

Oliver estava desaparecido. De repente a realidade a atingiu, e seus joelhos começaram a tremer violentamente. Ela desabou no sofá e pressionou os nós dos dedos contra a boca.

Ela não ia chorar. Se chorasse, ficaria fraca e não conseguiria ajudar. Ela precisava manter o foco, procurar e encontrar seu homem.

De repente seu cabelo foi atingido por um vento e Clark se materializou em sua frente.

"Você o encontrou?" ela perguntou logo, levantando-se.

Ele balançou a cabeça. "Desculpe, Chloe, não havia sinal dele."

"Oh, Deus", ela sussurrou, e as lágrimas que estava lutando para controlar, começaram a se formar em seus olhos.

"Chloe! Chloe, não entre em pânico", ele disse, segurando os braços dela com firmeza. "Eu não encontrei Ollie, mas vi J'onn quando estava lá, e ele estava agindo de modo suspeito."

"Como assim 'suspeito'?" ela indagou.

"Ele tinha um comunicador no bolso."

"O que isso tem a ver com alguma coisa?" ela perguntou, completamente confusa.

"Eu não sei, mas ele estava definitivamente escondendo alguma coisa. Ele não ficou satisfeito quando percebeu que eu estava usando a visão de raio-x."

Chloe balançou a cabeça. "O que isso quer dizer?" ela perguntou, aturdida. "O que J'onn estava fazendo lá? Quem iria querer sequestrar Oliver? Por que-?"

"Chloe, eu não tenho respostas agora, mas apenas comecei a busca", ele disse gentilmente. "A van que o levou deixou algumas marcas de pneus, que eu vou seguir. Eu só queria trazer o número serial do comunicador pra você rastrear, e ver se consegue descobrir onde foi produzido."

Ela enxugou uma lágrima que escorria por seu rosto com uma mão trêmula. "Claro", ela disse, respirando fundo. Ela realmente precisava se concentrar. Clark estava certo; se ela estivesse pensando direito, rastrear o comunicador seria a primeira coisa em sua lista de tarefas.

"Pode me dar o número?" ela perguntou, e Clark ditou os algarismos que ela digitou no sistema e começou uma busca.

"Vou indo agora", ele disse, e se moveu para sair.

"Clark, espera!" ela falou, e ele parou, virando-se para ela com uma expressão preocupada.

Ela engoliu em seco. Traga-o de volta", ela sussurrou. "Por favor?"

Clark diminuiu a distância entre eles e pegou suas mãos, apertando-as levemente. "Não vou deixar nada acontecer com ele, Chloe", ele disse. "Vou encontrá-lo, eu prometo."

Ela assentiu. "Obrigada", respondeu, e ele apertou a mão dela mais uma vez antes de desaparecer.

Chloe respirou fundo novamente e se forçou a segurar as emoções, para que não se rendesse ao pranto. Encontrar Oliver era sua prioridade. Haveria tempo para as emoções depois, independente do que acontecesse.

Estoicamente, ela se voltou para o computador e começou a correr uma busca pelo número serial do comunicador que Clark lhe trouxera. Naturalmente, ele apareceu como Confidencial na primeira busca; nenhuma surpresa até aí. Com um brilho nos olhos, ela girou o pescoço e entrou códigos que lhe dariam acesso às portas que só ela conseguiria quebrar dos firewalls.

Uma a uma as barreiras começaram a cair, e ela se sentiu fortalecida pelo progresso que estava fazendo. Ainda não havia encontrado um código que não conseguisse quebrar; especialmente um que estivesse entre ela e seu homem.

***

Uma hora depois, Chloe ainda estava rastreando o comunicador quando Clark retornou.Coração na mão, ela girou, sentindo-se vazia ao ver que ele estava sozinho.

"Alguma coisa?" ela perguntou esperançosa. "Nada?"

"Eu encontrei a van, mas estava vazia", ele disse se desculpando. "E você? Alguma sorte com o serial?"

"Ainda buscando", ela disse, digitando furiosamente.

"Parece estar demorando mais que o normal", ele observou.

"É porque tem alguém o escondendo", ela respondeu, "mas depois de cruzar referências nos últimos quatro dígitos, parece que o comunicador que você encontrou com J'onn pertence ao governo."

Clark franziu a testa. "Por que o governo estaria interessado no Arqueiro Verde?"

Chloe deu de ombros e jogou os braços para cima. Ela não tinha respostas, e estava perigosamente perto de desabar, mas se desabasse agora, seria inútil para Oliver e para si mesma.

"Considerando o quanto pago todo ano, é melhor não ser por sonegação de impostos", ela ouviu a voz de seu homem.

Oliver. Ela girou e ali estava ele, sorrindo de orelha a orelha e parecendo ter ido apenas caminhar no parque. Apesar de como havia sido capturado no vídeo, ele não parecia ter um arranhão.

Seu alívio em vê-lo inteiro era palpável. "Oh, meu Deus", ela quase soluçou, correndo direto para os braços dele. "Você está bem."

Ele fechou os braços ao redor dela e a abraçou. "Estou", ele confirmou, acariciando o cabelo dela e sorrindo.

"Estou feliz que você esteja bem", ela pensou ter ouvido Clark murmurar alguma coisa do outro lado da sala, mas não conseguia ter certeza. Ela ainda não acreditava em sua sorte, que Oliver estivesse vivo e bem. Quase maternalmente ela correu a mão pelo rosto dele, sorrindo enquanto ele descia a cabeça e corria o nariz contra o dela num beijo de esquimó.

Uma tosse foi ouvida do outro lado da sala e chamou sua atenção. Ela olhou para o outro lado e viu Clark de testa franzida pra eles.

"Quer nos contar o que aconteceu?" ele perguntou, a expressão fechada.

Envergonhada, ela saiu do abraço de Oliver. "Definitivamente."

"Claro", Ollie acrescentou, indo para uma cadeira. Chloe conseguiu resistir ao desejo de sentar no colo dele... mas foi difícil.

Oliver está bem, ela pensou alegre. Oliver está em casa.

***

Dez minutos depois tudo havia voltado ao normal na Watchtower.

Clark não ficou muito satisfeito em descobrir via satélite que uma agente do governo com quem J'onn estava conversando momentos depois de Oliver ser sequestrado era agora residente do necrotério do Met Gen. Ignorando a oferta de Chloe para ajudar, ele saiu, deixando ela e Oliver sozinhos.

"Parece que você foi deixada de lado", Oliver pontuou com diversão.

Chloe franziu a testa, virando o rosto para ele ao perceber algo.

"Sylvester Pemberton veio me alertar sobre a Checkmate no momento em que ele foi atacado..."

"...por Icicle", Oliver completou.

Ela assentiu. "Exatamente."

Oliver ponderou as implicações. "Hmm... ou isso é uma grande coincidência, ou ele está trabalhando para a mesma mulher adorável que me levou para um passeio esta noite."

De jeito nenhum ela o deixaria voltar até lá, não depois de tê-lo de volta. A necessidade, a falta que ela sentiu quando pensou que nunca mais pudesse voltar a vê-lo era ainda muito dura e fresca em sua mente.

"Oliver..." ela começou hesitantemente, "agora que o Arqueiro Verde está no radar da Checkmate, acho que pode ser uma boa ideia você pendurar a meia-calça por uma noite e ser apenas um cidadão."

"Não é meia-calça", ele disse defensivamente. Chloe ergueu uma sobrancelha e lhe deu um olhar incrédulo.

"Não é meia-calça", ele insistiu, então suspirou. "Mas entendo seu ponto de vista."

Ela sorriu. "O que você vai fazer pelo resto da noite, então?" ela questionou.

Ele fez uma careta. "Agora que sou eu quem vou ter que ficar pra trás, terei que atender um jantar de investidores da LuthorCorp e que..." ele ponderou brevemente enquanto pesava suas opções. "Sim... eu preferia levar um tiro", finalmente decidiu.

Chloe deu risada, e pegou o casaco.

"Ei, Chloe?" ele chamou enquanto ela ia para a porta. Ela se virou e sorriu pra ele.

Ele engoliu em seco antes de responder, sua expressão séria. "Eu só queria dizer para tomar cuidado, porque... bem, tem agentes da Checkmate por todo lado, então... tome cuidado", ele finalizou.

"Não tomo sempre?" ela sorriu, antes de sair pela porta, sentindo o olhar dele a cada passo seu. Ela se sentia melhor sabendo que ele não sairia para patrulhar. Havia passado por um susto grande aquela noite, e se pudesse envolvê-lo num cobertor e mantê-lo longe do perigo, o faria.

Ela franziu a testa enquanto entrava no elevador, chocada com a profundidade de sua emoção. Era provavelmente devido ao fato de que Oliver estivera em perigo; nada com que tivesse que se alarmar.

O elevador parou, e Chloe saiu e foi para a rua em direção ao Hospital General de Metrópolis. Era hora de descobrir alguma coisa sobre Icicle.

***

Oliver não conseguia entender como um dia que havia começado tão bonito havia se tornado tão amargo.

Primeiro ele foi sequestrado. Então teve que sorrir e mostrar apoio aos investidores da LuthorCorp, bem antes de Tess Mercer descobrir sua identidade de super-herói, e ele descobrir a dela.

E agora, depois de uma rápida luta com a mulher que uma vez pensou ter amado, ele descobriu que não era a única pessoa na lista da Checkmate.

"Você nem era o alvo", Tess disse assim que ele descobriu sua identidade secreta como agente da Checkmate. "Eles estavam atrás de outra coisa; algo chamado Watchtower."

Assim que Tess falou a palavra 'Watchtower', pânico e alarme atravessaram o rosto de Oliver. Eles sabiam sobre Chloe; estavam atrás dela. E ele a deixara sozinha.

E nesse momento, Clark apareceu na sala. "O que está acontecendo?" ele perguntou desconfiado.

Timing perfeito. Rapidamente ele pegou o braço de Clark e o arrastou para longe de Tess. "Onde está Chloe?" ele grunhiu.

Clark lhe deu um olhar obscuro. "Quando a deixei na Watchtower, ela estava com você."

Droga, ele estava certo. Rapidamente pegou o celular e ligou para o número de Chloe. Tocou algumas vezes, e então foi desconectado.

O coração de Oliver disparou e ele voltou a discar o número, medo tomando conta mais uma vez quando não houve resposta.

"Oh, não", ele sussurrou temeroso.

"Oliver, o que foi?" Clark perguntou enquanto ele ligava para o número de Chloe pela terceira vez.

Desta vez, nem tocou. Tudo que ouviu foi um tom que sinalizava que o número estava desligado.

Oliver ficou pálido e seu sangue gelou enquanto desligava lentamente o telefone. Clark o encarava, sua expressão geralmente fria, agora diferente ao ver o olhar de Oliver.

"Oliver, o que aconteceu?" Clark perguntou novamente.

Ele arfou. "Eles a pegaram", disse entorpecido. "Chloe foi sequestrada."

_______
DOZE

_________________________________________________________________________________

8 comentários:

  1. Nossa eles não tem sossego.
    Adorei muito bom. Checkmate com certeza é um dos meus episódios favoritos.
    Amei

    ResponderExcluir
  2. o Oliver sai de uma enrascada e a Chloe entra de cabeça em outra

    Juliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, o casal perfeito... rs...

      Excluir
  3. Quando vai ser o próximo?
    Super ansiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Meggie, assim que a tradução estiver pronta eu posto...

      Excluir
  4. Adorei!! Gente, é simplesmente incrível chegar aqui e encontrar uma atualização como a deste capítulo... Não é por nada, amo dezembro, mas eita mês caótico... Kkkkk

    Obrigada, Sofia!

    GIL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GIL, obrigada!!!! Já postei o próximo. Dezembro é realmente caótico...

      Excluir

Google Analytics Alternative