5.12.15

Love For Realsies (10/26)

TítuloAmor Pra Valer
Resumo: Chloe acha incrivelmente difícil resistir ao afeto de Oliver. 
Autorababydee1
Classificação: NC-17
Linha de tempo: Temporada 9
História Anterior: Just For Funsies
Capítulos Anteriores01 :: 02 :: 03 :: 04 :: 05 :: 06 :: 07 :: 08  :: 09


Chloe nunca havia se divertido tanto na vida.

Oliver era um dançarino brilhante. Ele se movia com uma graça sensual que a relembrava o jeito que ele fazia amor; com inata habilidade e profunda compreensão de sua parceira.

Mas por mais sensual que fosse, ele ainda conseguia fazê-la rir mais do que ela já rira na vida. Ele segurou suas mãos e a girou e girou até ela ficar tonta e arfando de tanto gargalhar. Ela riu tanto que seu estômago começou a doer.

"Chega!" ela implorou, segurando a cintura. "Por favor. Acho que distendi um músculo!"

"Cinco minutos, então", ele disse com um sorriso, seguindo-a até a geladeira para pegar uma garrafa d'água. Rapidamente ela abriu uma garrafa e tomou um gole, sentando-se de pernas cruzadas no chão.

Ela sorriu enquanto Oliver, acompanhado por Ônix, sentou-se ao lado dela e pegou a garrafa de suas mãos para tomar um longo gole. Uma sensação de déjà vu tomou conta dela enquanto lembrava do momento, poucos meses antes, quando pararam naquele mesmo lugar e tomaram um gole da mesma garrafa, repassando os termos do relacionamento. Parecia que fazia um século.

Ela respirou fundo e falou. "Eu nunca deveria ter sugerido que você dormisse com outra mulher. Eu... estava sentindo sua falta, me sentindo sozinha, e... quando vi Amrita e o quanto ela era linda, muitas inseguranças antigas voltaram. Sinto muito."

Oliver silenciosamente coçou as orelhas de Ônix, e então levantou a cabeça e olhou sério para ela.

"Chloe, se eu quisesse estar com uma morena alta, eu estaria", ele disse finalmente. "Claro que você sabe disso."

"Eu sei", ela admitiu. "Mas... Oliver, você não pode negar que ficamos juntos sob circunstâncias nada convencionais. Pronto, falei."

Oliver deu de ombros. "Quem disse que todos os relacionamentos têm que seguir um padrão?" ele disse. "Então, eu brevemente namorei sua prima. E você foi apaixonada por Clark durante anos. Sim, nos viramos um para o outro porque estávamos feridos, mas eu gosto de pensar que desde então criamos nossa própria ligação e que isso não tem nada a ver com Clark, ou Lois, ou qualquer outra pessoa com quem podemos ter estado, ou não."

"Eu entendo isso", ela começou enquanto pegava a garrafa de volta. "De verdade, entendo, mas... bem... me incomoda que nenhum de nós tenha tido interesse um no outro antes da lendária aula de arco e flecha."

"Tem certeza disso?" ele respondeu. "Chloe, por que você acha que eu estava na Watchtower naquela noite, com meu arco e flecha, e uma garrafa de uísque? Não é como se eu não tivesse como praticar na Torre do Relógio."

"Espere um minuto", ela disse lentamente. "Você está dizendo que pensava em mim... de outro jeito... antes daquela noite?"

Ele pegou a garrafa novamente e deu a ela aquele sorriso que enfatizava o furo em seu queixo e que nunca falhava em fazê-la derreter por dentro. "Sim. E quando eu te convidei para jantar na semana anterior? Não previa que J'onn estaria aqui. Era pra ser só você e eu."

Ela piscou. "Oh", falou finalmente. "Uau... eu jamais teria adivinhado."

Ele sorriu. "Bem, agora você sabe. Seu lamento sobre não conseguir se lembrar da última vez em que se divertiu foi apenas a abertura que eu precisava."

O rosto dela endureceu. "Entendo."

"Isso não quer dizer que eu tinha certeza que ia acontecer", ele acrescentou. "Eu meio que esperava que você me dissesse onde enfiar minha diversão, e minhas flechas, e me atirasse dos recém reparados vitrais."

Chloe riu e pegou a garrafa para um rápido gole. "Bem, já que estamos sendo honestos aqui... você chamou minha atenção no momento em que te conheci", ela confessou, acariciando o pelo de Ônix.

"A-ha!" Oliver disse triunfante. "Então a história de 'não haver interesse' não passa de uma piada."

"Mas você estava namorando Lois na época", ela continuou solenemente, "e eu nunca imaginei que você pudesse me ver como nada além do que a prima mais nova de Lois. Mesmo agora, como a única loira diminuta em seu repertório, me sinto como uma espécie condenada. Quer dizer, vamos, Ollie. Você não pode dizer que Amrita não é sua preferência usual."

Oliver bufou e tomou mais um gole da água, esvaziando a garrafa. "Você não me dá crédito suficiente, Chloe. Eu não sou o cachorro que os tabloides pintam, nem fico hipnotizado por cabelo preto e brilhante."

Ela inclinou a cabeça e olhou para ele com desafio nos olhos. "Sério? Então, se Amrita estivesse disposta, você honestamente teria dito não?"

"Engraçado você dizer isso", ele respondeu, girando a garrafa vazia nas mãos. "Amrita estava interessada em mim, e deixou isso claro, mas eu declinei. Disse a ela que já tinha alguém."

Chloe arregalou os olhos em surpresa. Ela queria acreditar que era a mulher que ele precisava, mas tinha muito medo de confiar em si mesma... ou nele.

Oliver pegou a mão dela e a levou até o centro de seu peito. "Esse coração só bate por uma loira", ele disse, olhando para ela enquanto levava a outra mão até seu cabelo. "E não por uma loira qualquer. Mas por uma em particular."

Chloe sorriu timidamente às palavras e apertou os dedos dele. Ele levou a mão dela à boca e beijou seus dedos, agradecido que tivesse percebido em Mumbai qual era o problema dela.

Não era que ela não se importava com quem ele dormia; pelo contrário. Ela se importava demais. Ela estava começando a sucumbir aos sentimentos que tinha por ele, e o pensamento de perdê-lo a assustava tanto que ela preferia antecipar a perda do que ficar mais ligada emocionalmente a ele. Era o que Chloe fazia quando se sentia vulnerável. De um jeito maluco, seu grande plano estava funcionando.

"Agora, você não falou alguma coisa sobre ser meu Ho?" ele brincou, erguendo o queixo dela com os dedos.

Chloe sorriu e inclinou a cabeça para alinhar a dele. Seus lábios mal haviam se tocado quando uma voz computadorizada preencheu o ar.

"Múltiplos crimes em andamento", veio o áudio de um dos computadores. "Assalto: Southwood Road, Metrópolis. Incêndio criminoso: Fairlands Estate, Metrópolis."

Oliver gemeu e se recostou. "Eu cuido do assalto", ele disse, levantando-se e puxando Chloe com ele. "Mande uma mensagem para Clark cuidar do incêndio."

"Farei isso", ela respondeu, pegando o telefone. "Só... volte o mais rápido possível. Esta Ho quer te mostrar um truque ou dois, ok?"

Oliver riu enquanto ia pegar seu equipamento. "Aqueça a cama, meretriz", ele brincou enquanto mudava a voz com o distorcedor e arrumava o capuz. "Estarei de volta em menos de uma hora."

Ele observou Chloe sorrir abertamente enquanto pegava os óculos, o arco e flecha e saiu noite adentro.

***

"Ei, Clark?"

"Chloe?" ele disse, sua voz fria, como era normal ultimamente. "Como posso te ajudar?"

"Possível incêndio criminoso em Fairlands Estate, e o fogo ainda está forte", ela reportou, estreitando os olhos enquanto via uma caixa de presente com o nome dela ao lado de onde Oliver havia deixado o CD.

"Você não parece muito preocupada", Clark disse quase em tom de acusação.

"Desculpe, minha mente está... em outro lugar agora", ela disse distraída enquanto abria o laço e levantava a tampa da caixa.

"Diga a Oliver para parar de colocar a diversão antes do trabalho e voltar a lutar contra o crime", Clark disse num tom rude. "Ele está sendo bastante irresponsável."

Chloe olhou feio ao tom de Clark. "Você deveria saber, Sr. Irritadinho, que Oliver já está cuidando de um assalto", ela disse, recusando-se a deixar Clark irritá-la numa noite alegre. "Você é quem anda relaxado ultimamente. Ligue quando tiver resolvido o incêndio."

Ela desligou o telefone antes que ele pudesse responder e se concentrou em abrir o presente de Oliver. Assim que ela levantou a tampa, perdeu o fôlego ao ver a blusa dourada que estava na caixa.

Havia um cartão no canto da caixa com a letra de Oliver. Rapidamente ela o puxou e começou a ler.

Pensei em você assim que a vi, ele escrevera. Ouro brilhante com luzes. Eu sei que você não quer presentes, mas não pude resistir.

Perdoe-me.

Carinhosamente, 

Oliver.

Chloe não conseguiu deixar de sorrir enquanto pegava a blusa dourada e saboreava a sensação do tecido sob seus dedos. Ela não conseguia se lembrar de porque fez tanta questão da regra contra presentes.

Porque assim você não vai sentir falta deles quando ele for embora, uma voz disse em sua mente.

Chloe fechou os olhos contra o tormento interno e se concentrou nas palavras que Oliver havia lhe dito mais cedo. Ele genuinamente queria estar com ela. Ela estava cansada de deixar as inseguranças atrapalharem sua felicidade.

Neste momento Ônix caminhou até os pés dela e rolou pelo chão.

"Ah, não", ela disse, pegando-o e o levando até sua cestinha. "Chega de brincadeira, hora de dormir."

Cuidadosamente ela colocou o filhote na cestinha, e então foi para o banheiro tomar banho. Ela podia não ter conseguido fazer as mãos e o cabelo, mas estaria vestindo a blusa nova quando ele retornasse para a Watchtower. Algo lhe dizia que Oliver ficaria feliz em vê-la usando a roupa.

***

Meia hora depois, ela saiu do banheiro em sua blusa dourada com o cabelo suavemente enrolado e a maquiagem no lugar. Ela foi até o computador e quando olhou o monitor sua calma evaporou.

Oliver era o único que não havia feito check-in. Até Clark, que normalmente não se incomodava em confirmações pós-operações, tinha atualizado o status sobre o incêndio.

Rapidamente ela puxou as imagens de satélite da Southwood Road da última hora, e seus piores medos se confirmaram.

Bem diante de seus olhos, ela viu Oliver ser amordaçado, amarrado e jogado no fundo de uma van. O coração de Chloe disparou dolorosamente contra o peito enquanto o veículo se afastava e saía de vista.

Seu homem havia sido sequestrado.

________
ONZE

_________________________________________________________________________________

7 comentários:

  1. AI MEU DEUS AI MEU DEUS AI MEU DEUS. que tenso
    Agora q ela tava começando a se envolver mais acontece isso.
    Coitada
    Posta o próximo preciso ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Meggie, postarei o mais rápido que conseguir. Infelizmente essas últimas semanas/meses têm sido bem atribulados no trabalho, então estou com tempo bem curto, mas já estou terminando a tradução e falta revisar, aí posto.

      Excluir
  2. estava muito bom para ser verdade.

    Juliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... rs... Sempre assim...

      Excluir
  3. Quando vai ser postado o próximo?
    Preciso ler.
    Parabéns fic muito boa.

    ResponderExcluir
  4. Adoro Checkmate, é sempre um episódio que rende ótimas fics, esta não é excessão. Também achei uma graça a versão do Oliver dar a blusa a Chloe... Agora veremos a reação de cada um aos sequestros...

    Vamos em frente!!! :D

    GIL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro essa versão da blusa, é perfeita!!!! :D Vou terminar o mais rápido possível, acho que consigo postar esse fim de semana... Desculpem a demora!!!!

      Excluir

Google Analytics Alternative