10.2.12

An Origin Story (23/23)

Resumo: Universo Alternativo onde os pais de Oliver nunca morreram.
Autora: the_bluesuede
Classificação: R
Prompt da JoyBlue: "O que aconteceria se Robert e Laura não morressem, e a razão para Oliver se tornar o Arqueiro Verde fosse porque ele tivesse ciúmes de Clark depois de descobrir sobre o 'Viajante' (sem seus pais saberem), e se ele se tornasse o Arqueiro Verde só pra se provar para os seus pais?"
Nota: 3ª lugar na categoria 'Universo Alternativo' do ChlollieAwards 2010.
Original
Anteriores: Prólogo - Um - Dois - Três - Quatro - Cinco - Seis - Sete - Oito - Nove - Dez - Onze - Doze - Treze - Catorze - Quinze - Dezesseis - Dezessete - Dezoito - Dezenove - Vinte - Vinte e um - Vinte e dois



An Origin Story
Capítulo 23: Coração de Leão Retorna à Inglaterra


"Acho que você deveria vestir o verde", Annette disse finalmente.

Chloe mordeu o lábio. "Tem certeza?"

"Estou falando sério. O rosa fica bonito em você, mas o verde destaca seus olhos, e eu achei que você tivesse dito que verde era a cor preferida do Oliver."

"Certo", Chloe cedeu. "Verde, então." Annette sorriu triunfantemente, e começou a tirar a peça verde floresta do cabide. "Obrigada pela ajuda, por falar nisso." Ela parou. "Por que você está aqui mesmo?"

"Pra te ajudar a se arrumar!" Annette insistiu, seu tom repleto de significado oculto.

Chloe estreitou os olhos. "O que você está escondendo?"

Annette lhe deu um olhar inocente. "Eu? Escondendo alguma coisa? Não faço ideia do que isso quer dizer! Onde estão os brincos que ele te deu no aniversário do ano passado? Eles combinam perfeitamente com esse vestido", ela acrescentou apressada, instantaneamente começando a mexer nas joias de Chloe. "Posso fazer sua maquiagem?" ela perguntou animada.

Chloe ergueu as sobrancelhas. "Hum... ok?"

Annette deu um gritinho de alegria. "Maravilha! Eu trouxe cílios falsos!" ela disse animada.

Chloe piscou pra ela. "Hmm... Annette?"

"Sim?"

"Primeiro, você não vai colocar isso no meu rosto. Segundo, o que está acontecendo?"

Annette suspirou. "Ok, ok. Meu namorado está viajando e eu estou vivendo indiretamente através de você."

Chloe deu risada. "Então é isso?" Ela se sentou no sofá. "Tudo bem, faça o que quiser."

___________________________________

Oliver estava rindo de alguma piada que os amigos de seu pai tinham dito, mas sua risada morreu no momento em que a viu.

Ele duvidava que Chloe algum dia tenha estado tão bonita. Ele colocou a bebida distraidamente na mesinha e foi até ela.

"Por que", ele perguntou, dando um beijo em seus lábios. "Você demorou tanto?"

"Annette", Chloe disse, sorrindo, os dedos dele se entrelaçando nos dela. "Ela estava na viagem da transformação. Não consegui escapar."

"Transformação, huh?" Ele soltou uma das mãos dela e usou a outra para girá-la para admirar a vista. "Temos que agradecê-la amanhã. Você está absolutamente maravilhosa." Ele a puxou de volta para seus braços e a beijou novamente.

"Oh, obrigada. Acho que tenho que agradecê-la também", Chloe disse. Então ela franziu um pouco a testa. "Por que você está tenso?"

Ele olhou pra ela confuso. "Tenso?" ele repetiu. "Eu estou bem."

Sobrancelha ainda erguida, ela voltou a atenção para outras coisas. "Onde estão seus pais? Estou com saudades."

"Estão conversando com os Porters. Eu... volto daqui a pouco."

Chloe não deixou de perceber o jeito que a mão dele foi inconscientemente para o bolso por um segundo. "Certo", ela disse, olhando pra mão dele. "Não demora", ela acrescentou depois de um momento, sorrindo de novo.

Ele assentiu, engolindo em seco enquanto a observava desaparecer na multidão.

Ele quase pulou quando uma mão descansou em seu ombro. Ao se virar viu seu pai.

"Pai!" ele disse surpreso. Ele olhou na direção de onde Chloe tinha ido. "Eu acabei de-"

"Não se preocupe, eu falo com Chloe num minuto. Também estou com saudades dela."

Oliver assentiu, sua mão automaticamente indo para dentro do bolso novamente.

"Filho, precisamos ter uma conversa", Robert disse, levando Oliver para o corredor.

Oliver mal teve tempo de se recuperar da surpresa.

"Tem certeza absoluta que você está pronto pra isso?" Robert perguntou.

"Eu... hm... o quê?" Oliver perguntou, confuso.

"Por favor, eu acho que todo mundo aqui já percebeu a verdadeira razão desta noite, Oliver. A presença dos amigos de Chloe de Metrópolis em nossa cozinha e também do pai dela meio que te entregaram. Não que eu me importe que a festa não seja somente para sua mãe e eu, claro", ele acrescentou.

Oliver ficou olhando para seu pai. "Eu achei que você gostasse da Chloe..." ele disse, imaginando porque seu pai o tinha tirado da sala.

"Gostar dela? Eu a amo. Ela é maravilhosa. E tenho a forte suspeita de que ela é boa demais pra você."

"Obrigado, pai. Também amo você."

"Oliver, olha, eu não quero que percamos a festa por muito tempo, então eu vou dizer logo: você não vai poder ter um casamento verdadeiro com Chloe - um que dure para sempre - se você não puder ser honesto com ela. Ela sabe?"

Oliver abriu a boca levemente. "Sabe?" ele repetiu.

Robert revirou os olhos. "Sim, Oliver. Ela sabe que você é o Arqueiro Verde?"

Oliver ficou paralisado, incapaz de falar por dois minutos completos antes de finalmente conseguir falar. "O quê?"

"Sua mãe descobriu. Aparentemente ela vem escondendo de mim há algum tempo e finalmente me contou pouco depois do nosso incidente sobre o Atlântico."

"Como ela-"

Robert balançou a cabeça. "Ela é mãe. Elas sabem essas coisas. Não me pergunte como. Elas simplesmente sabem. O mais importante é se Chloe sabe ou não."

Oliver, ainda chocado com a informação, mal conseguiu responder. "Eu... sim. Ela sabe. Há quase um ano."

Robert Queen pareceu um pouco surpreso e realmente impressionado. "Ela sabe? Bom. Acho que talvez você realmente saiba o que está fazendo. Acho melhor voltarmos pra festa."

Ele se virou e Oliver o seguiu, um homem em transe. Na porta, no entanto, seu pai girou abruptamente. "Quase esqueci de dizer", ele começou, descansando uma mão no ombro de Oliver. "O quanto estou orgulhoso do homem que você se tornou, e o quanto eu aprovo Chloe e desejo que ela seja a resposta que você procura." Com isso, ele apertou o ombro de Oliver carinhosamente, e se virou para a festa.

Oliver não tinha certeza do que fazer. Ele ficou ali parado por um momento, olhando seu pai sair, ainda não inteiramente certo da conversa que tinham acabado de ter.

Finalmente ele se lembrou que tinha uma missão. Atravessou a sala procurando por Chloe e quando a encontrou, ela estava com sua mãe.

"Oliver, querido, aí está você!" Sua mãe disse, vindo dar um beijo no rosto dele. "Seu pai falou com você?" ela perguntou, arrumando sua lapela.

Oliver assentiu, olhos em Chloe.

"Ótimo. Eu estava falando sobre Edimburgo pra Chloe. Vocês dois deveriam ir lá algum dia. É absolutamente adorável." A isso, o rosto de Chloe ficou vermelho.

Oliver sorriu. "Sim, nós vamos."

"Sabe, acho que estou vendo um amigo", Laura disse, como se não estivesse numa sala onde todos eram seus amigos. "Vou deixar vocês dois sozinhos", ela disse, dando um olhar significativo a Oliver.

Oliver tentou não desejar que o chão o engolisse. Pelo menos sua mãe estava saindo antes que pudesse dar mais pistas.

Chloe estava deslizando uma mão pelo cotovelo dele, rindo. "Eu estava com saudades da sua mãe", ela suspirou. "Ela faz eu me sentir a pessoa mais maravilhosa do mundo."

"Bem, você é a pessoa mais maravilhosa do mundo pra mim", Oliver sorriu "Então, acho que é bom você começar a acreditar."

Chloe sorriu, bochechas ficando vermelhas de novo.

Oliver meio que paralisou. "Ei, tem uma coisa-"

"Chloe Sullivan, mulher linda!" Oliver foi interrompido por outro homem puxando Chloe de seus braços e lhe dando um beijo fervoroso no rosto. "Só entre você e eu, atravessei tantas galáxias, mas ainda não vi ninguém mais bonita que você e Carol."

"Hal", Chloe o cumprimentou, satisfeita em ver o Lanterna Verde de volta em segurança. Ela lhe deu um abraço. "Como você está?"

"Estou ótimo, Chloe. E te devo muito pela história que você inventou pra mim. Parece que deu tudo certo. Não tive nenhuma complicação desde que voltei." Ele se virou para Oliver. "Ollie. Que bom que vocês dois deixaram de ser idiotas depois que eu parti." Ele sorriu, dando um tapinha em seu ombro.

"Bom ver você também, Hal", Oliver respondeu com sarcasmo, embora Chloe pudesse dizer que ele estava secretamente feliz em ver Hal.

"Então, quando você vai fazer dela uma mulher honesta?" Hal perguntou, completamente alheio ao contexto de sua piada.

As orelhas de Oliver ficaram vermelhas e Chloe deu risada.

"Deus sabe que eu poderia ter um pouco de honestidade em minha vida, hein, Ollie?" ela perguntou, olhos dançando.

"Sim. Definitivamente. Honestidade. Certo."

Chloe e Hal olharam pra ele com sobrancelhas erguidas. De repente Hal percebeu tudo. "Bem, acho que eu vi Bruce Wayne. Eu devo uma piada sobre roedores a ele. Falo com vocês depois, crianças."

"Você está se sentindo bem, Ollie?" Chloe perguntou quando Hal saiu.

"Sim, eu-"

"Ei, chefe, você viu - ei, Chloelicious!" Chloe se permitiu ser abraçada, uma expressão surpresa no rosto.

"Bart? O que você está fazendo aqui?"

Bart olhou como se tivesse percebido que tinha feito algo estúpido, e antes que pudesse falar, Oliver interveio.

"Aquilo que você está procurando, Bart? Acho que está dentro-da-cozinha", Oliver pontuou.

"O que você está fazendo aqui?" Chloe repetiu, ainda confusa.

"Eu? Invadindo a festa", Bart disse duvidosamente. "Comida de graça. Gatinhas. Você me conhece. Certo, bem, eu vou atrás - daquilo. Tchau."

Chloe o observou sair com a testa franzida.

"O que o Bart está fazendo aqui?" ela perguntou.

"Bart? Como ele disse. Invadindo a festa. Eu pedi pra ele me entregar algumas informações hoje cedo. Acho que ele se atrasou de propósito pra vir na hora da festa."

"Ele estava usando uma gravata."

Oliver olhou na direção para onde Bart tinha corrido e silenciosamente prometeu dar uma surra nele depois. "Deixa isso pra lá. Chloe, vamos lá pra fora. Eu preciso de ar."

Ela sorriu. "Não estamos aqui nem há uma hora, mas tudo bem."

Oliver pegou a mão dela e a conduziu para o lado de fora, os dois ignorando os olharem sobre eles.

Ao ar puro, Chloe respirou fundo, tremendo um pouco com a mudança no clima. "Meu Deus, a noite está linda, não está?" ela perguntou, olhando para as estrelas. Sem a presença da lua, ela podia ver cada uma. O jardim dos Queen era maravilhoso, perfumes florais se misturando a suave brisa e o farfalhar das plantas. A música da festa abafada ao fundo.

"Deslumbrante", Oliver concordou. Ele abriu a boca de novo, mas as palavras não saíram. Sério? Sério? Depois de uma vida inteira de auto-confiança, arrogância, e egoísmo, agora ele estava amarelando?

De repente as palavras saíram de sua boca antes que ele pudesse se impedir. "Chloe, você quer se casar comigo?" ele perguntou abruptamente. Muito suave.

Chloe ficou rígida com a surpresa. Lentamente ela se virou para Oliver.

Levando em consideração que ela não estava já dizendo não, ele continuou. "Eu tinha esse discurso fantástico planejado sobre o quanto eu te amo e me preocupo com você e como você traz a tona o melhor que há em mim, e tinha uma frase maravilhosa sobre sidekicks e parceria, mas pela minha vida, eu não consigo lembrar uma palavra, mas Chloe", ele ficou em um joelho e pegou o anel do bolso. "Eu te amo mais do que tudo no mundo e quero passar o resto da minha vida com você. Por favor, diga sim."

Chloe abriu a boca algumas vezes e fechou. Um soluço estrangulado escapou de sua garganta antes que ela finalmente desistisse de tentar falar e assentisse com a cabeça fervorosamente, um soluço de felicidade escapando enquanto as lágrimas enchiam seus olhos. Era tudo que Oliver precisava. No momento seguinte ele estava deslizando o anel no dedo dela e a puxando para um beijo, a felicidade tão avassaladora que o beijo era a única forma de comunicação que ele podia encontrar.

A risada finalmente escapou dos lábios de Chloe forçando suas bocas a se separarem.

"Por favor, compartilhe a piada", Oliver disse, sorrindo enquanto encostava a testa na dela.

"Você realmente conseguiu guardar um segredo de mim. Todos vocês", ela deu uma risadinha. "Quer dizer, eu sabia que alguma coisa estava acontecendo, mas honestamente não esperava por isso."

___________________________________

Quando os dois finalmente voltaram para a sala e Oliver anunciou o noivado, eles foram recebidos com aplausos e congratulações.

A longa lista de pessoas se escondendo na cozinha finalmente apareceu. Clark, Lois, a Liga da Justiça, Sra. Kent, Lana Lang, e claro, seu pai, todos desejando felicidades. Bart fingiu estar com o coração partido, e Clark, Lois e seu pai fizeram ameaças veladas sobre magoar Chloe, mas ainda assim sorriram e demonstraram a mesma alegria que os outros. Oliver foi ordenado a 'beijar a noiva' pelo menos uma dúzia de vezes, não que estivesse reclamando. Ele usou a oportunidade para beijá-la em cada vez, deixando Chloe praticamente tonta ao final da noite.

Os pais de Oliver estavam particularmente transbordando de alegria.

Quando Chloe e Oliver finalmente ficaram sozinhos mais tarde naquela noite, foi um alívio, ter as mãos pra si mesmos.

E Oliver certamente estava mantendo as mãos longe dela, Chloe percebeu com insatisfação. Então algo finalmente lhe ocorreu. "Ai meu Deus!" ela exclamou abruptamente.

"O quê?" ele olhou pra cima.

"Você está se guardando!" ela acusou alegremente.

Ele sorriu timidamente. "Bem, não exatamente. Mas meio que sim."

"Como assim?"

"Bem", ele disse, deslizando as mãos nos quadris dela. "Eu meio que cheguei a conclusão que seria particularmente romântico esperar pela lua-de-mel."

Chloe fez bico. "Tanto tempo? E se eu não quiser esperar?" ela perguntou, sorrindo maliciosamente enquanto corria um dedo pelo peito dele.

"Bem, então", ele disse com um risinho. "Acho que vamos ter que ver quem tem mais força de vontade."

Chloe sorriu. "Sério? Seria tão fácil assim, huh?"

"Eu esperei até agora, não esperei?"

O canto de sua boca tremeu. "Exatamente."

Ele revirou os olhos. "Eu já disse como eu te amo, muito, futura esposa?"

Chloe sorriu brilhantemente. "Eu também te amo, Ollie." Ela ficou nas pontas dos pés para beijá-lo gentilmente. "Você é meu heroi."


_____________________________________________________________

24 comentários:

  1. kkkkkkk comédia esse capítulo.
    O paos de Oliver já sabendo sobre o arqueiro, o Hal sem noção. E o melhor foi a frase da Chloe
    "Você está se guardando" kkkk muito bom. Obrigado pela história Sofia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adorei os pais do Ollie já saberem, na verdade já desconfiei no episódio do assalto ao banco, a mãe dele já sabia que ele ia mentir... mas o Robert é sempre ótimo... que bom que gostou, Vinicius... e de nada, eu é que agradeço a companhia... :D

      Excluir
  2. Opa, errei *os pais

    ResponderExcluir
  3. Final perfeito pra essa história que teve sempre um clima super leve e divertido... foi uma delícia de ler... obrigada ao blog por mais essa tradução...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Fê... obrigada pela companhia... :D

      Excluir
  4. História maravilhosa!!!!!!!!!!!!!!

    Parabéns ao blog, sempre escolhendo histórias maravilhosas para traduzir... E obrigada por essa tradução...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana, que bom que gostou... :D

      Excluir
  5. Ahhhhhhhhh que pena que acabou... foi uma delícia acompanhar essa história, super divertida... e esse último cap. foi tudo de bom, com Ollie se guardando e tudo haha... perfect!!!!!!!!

    Andrea

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, o Ollie se guardando foi inesperado pra mim... rs...

      Excluir
  6. Ah e voltei porque esqueci de comentar o visu do blog, que está simplesmente perfect as well.... as cores estão lindas, o banner ficou 10 com o esquema de cores, e mais importante, a cor da letra foi mais do que acertada, pois não está casativo pra ler, está gostoso e acolhedor, só faz aumentar nossa vontade de ler mais fics e, como eu disse no coment do cap anterior, esperando a fic hot prometida e dedos cruzados para que ela seja puramente HOT, tipo pra gente ter que pegar um copo de água gelada sabe... hahhahaha...

    Andrea

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, ficou bem melhor ler, já que não há cores brilhantes e contrastantes. Meus olhos gostaram muito rsrs

      Excluir
    2. :D Esse era o objetivo... e Andrea, fic hot já já... :D

      Excluir
  7. ooops... casativo = *cansativo


    Andrea

    ResponderExcluir
  8. Uhu... pedido de casamento no final é sempre perfeito!!!!!! Valeu pela tradução meninas... ah, o ollie se guardando foi tudo de mais fofo rs...

    Edicleia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... nós é que agradecemos sua companhia... :D

      Excluir
  9. Sofi, essa fic foi muito bem escolhida, super fofa, pra nos recuperar de todo sofrimento da trilogia Luthor e conseguiu... fic deliciosa, leve e divertida, melhor impossível... pena que a classificação era R e não NC-17, um cap. hot aqui e ali não ia mal... rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, pois é, capítulos hot nunca são de mais não é? Que bom que gostou Angie, será que deu pra aliviar toda a tensão da fic anterior? Tomara que sim... :D

      Excluir
  10. É verdade, AngeliqueBeauPre, depois da trilogia era preciso mesmo um pouco de leveza...

    Gente do céu! Foram 23 capítulos, quase um mês acompanhando, mas, a fic é tão gostosa de ler que nem se percebe...

    Obrigada, Sofia!!

    Que venham mais!!

    GIL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, né, GIL... nem parece... sim, sim, sim... elas virão... rs... tomara que acertemos na escolha...

      Obrigada por acompanhar conosco e estar sempre comentando... isso é muito importante pra gente...

      :D

      Excluir
  11. Pedido de casamento... acertei *-*
    Quem diria, lá no começo, que terminariam assim????
    Muito amor essa fic!!
    Adorei Sofia.
    Muito obrigada pela enorme tradução ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... eu também não apostaria num pedido de casamento... mas foi cute, né? Verdade, muito amor... :D

      Olha, depois de traduzir Friends With Benefits, que tinha uns capítulos com mais de vinte páginas, essa foi até fácil, afinal os capítulos eram bem curtinhos...

      Pena que acabou, história leve e gostosa...

      Eu é que agradeço a companhia e os comentários...

      Ainda não me recuperei totalmente da tradução da trilogia Luthor, então a próxima tb vai ser leve... rs... a Angie já está traduzindo uma 'drama', mas ainda não estou preparada psicologicamente pra começar a acompanhar... rs...

      Continue com a gente... quer dizer, vai lá escrever mais histórias, com a Chloe cuidando do Ollie e tal... e passe aqui só nos intervalos... :DDD

      Excluir
    2. Muito cute.
      Uma das coisas que me faz amar Chlollie é a maturidade, o quando tão hot sem se preocuparem com isso, mas quando são cute adoro...mulherzinha, eu sei =)

      Ah, por favor. Fics divertidas e felizes são mais que bem-vindas.

      Claro que continuo, firme e forte o/
      hahahaha sim, escrevo, posto e venho pra cá...
      Tô sempre de olho ;)

      Excluir
  12. haha, sabia que ia ficar ansiosa, então esperei postar tudo pra poder ler... ainda bem... fic sensacional, te prende do começo ao fim, muito gostosinha mesmo... obrigada pela tradução meninas...

    ResponderExcluir

Google Analytics Alternative