21.1.12

An Origin Story (4/23)

Resumo: Universo Alternativo onde os pais de Oliver nunca morreram.
Autora: the_bluesuede
Classificação: R
Prompt da JoyBlue: "O que aconteceria se Robert e Laura não morressem, e a razão para Oliver se tornar o Arqueiro Verde fosse porque ele tivesse ciúmes de Clark depois de descobrir sobre o 'Viajante' (sem seus pais saberem), e se ele se tornasse o Arqueiro Verde só pra se provar para os seus pais?"
Nota: 3ª lugar na categoria 'Universo Alternativo' do ChlollieAwards 2010.
Original
Anteriores: Prólogo - Um - Dois - Três


An Origin Story
Capítulo 4: Banquetes da Realeza



Um mês depois

Chloe respirou fundo. Ela ia conseguir. Ela ia.

Depois de quase três semanas na Gazeta, Weisinger tinha parado de lhe encher de artigos. Ela tinha provado valer à pena, e então esperava ela mesma poder encontrar histórias. Ou convencê-lo a dá-las a ela.

E era exatamente o que planejava fazer agora.

Ela entrou confiante na sala do editor. "Você queria me ver?" ela perguntou.

Weisinger olhou surpreso pra ela. "Eu queria?" Ele pareceu confuso, por uma boa razão, é claro. Chloe tinha se convidado a ir lá. Ela o estava confundindo de propósito, então assentiu.

"Sim."

Ele resmungou. "Certo, sim, é claro, Sullivan..." ele parou, tentando se lembrar porque a tinha chamado.

"Acho que era sobre o Baile de Gala para caridade da Queen Industries, amanhã â noite. Para as vítimas dos furacões?"

Ele pareceu ainda mais atônito. "O baile? Hum... certo, naturalmente."

"Você disse quando eu fiz a entrevista no mês passado, que faria sentido que eu fizesse a cobertura. Meio que uma continuação do artigo?" Chloe o 'relembrou'.

Weisinger pareceu entrar na ideia. "Claro. Ainda bem que eu pensei nisso. Na verdade o Queen ligou pra dizer que gostaria que você fizesse a cobertura, e gostaria de continuar a atendê-la no futuro."

Foi a vez de Chloe parecer surpresa. "Ele disse?"

"O que você está pensando? Que eu estou inventando? É claro que ele disse. Falou que gostou da sua sagacidade e adorou o artigo."

Chloe positivamente brilhou.

"Por que você ainda está aí parada? Pra que eu te pago? Acho bom você ter um vestido adequado pra amanhã, entendeu?"

"Claro, senhor. Sem problema", Chloe prometeu, voando do escritório antes que ele percebesse o que ela tinha feito.

Feliz com o sucesso, ela agarrou o braço de Jeremy que passava em sua frente. "Ei, lindo", ela brincou com o adolescente. "Acha que consegue alugar um terno para amanhã? Você vai precisar de um."

_________________________

"Oliver, eu só não entendo porque você não vai levar ninguém amanhã."

Oliver gemeu. Ele tinha concordado em levar sua mãe pra almoçar por pura curiosidade. Sempre que ela dizia que queria passar mais tempo com ele, significava que ele tinha feito alguma coisa errada. Dessa vez ele não conseguia imaginar o que era. Considerando tudo, ele tinha feito o possível para se livrar de problemas nos últimos meses. "Se isso é tão importante pra você, mãe, eu levo alguém, mas considerando seu total desprezo pelas últimas que eu levei, eu achei que você preferisse que eu fosse sozinho." Ele gostava de fazer sua mãe feliz, de verdade. Isso não o impediu de ter sua quota de desastres na cama, mas ele tentava não levar esse tipo de mulher perto de seus pais, por mais de uma razão.

Ela suspirou. "É tão difícil encontrar uma mulher que tenha feito faculdade, Oliver, querido? Honestamente?"

Ele deu risada. "Não estou procurando ninguém pra me estabelecer, ainda, mãe."

A coisa errada a dizer, aparentemente. "E por que não, posso saber? Eu não entendo como você pode passar seu tempo com mulheres como aquela... Muffy, ou seja lá qual era o nome dela."

"Buffy era uma ascendente a atriz, e eu só dei uma ajudinha na carreira dela."

Sua mãe revirou os olhos. "Certo. Quanto filantropismo da sua parte."

Oliver sorriu. "Olha, mãe, nós dois sabemos que esse assunto só vai te deixar nervosa. Eu não pensei em levar alguém amanhã, mas a essa altura do campeonato, vai ser difícil encontrar alguém que você aprovaria. Seria apenas uma outra Buffy."

"Que tipo de nome é Buffy, afinal? Parece nome de poodle", sua mãe resmungou com desdém.

Oliver deu risada, balançando a cabeça. "Que tal pedirmos um chá pra você, mãe?"

Ela apertou os lábios, tentando não sorrir, e ele tomou isso como um sim para o chá, e sim para o fim da conversa.

Graças a Deus.

Não é que Oliver não quisesse o que seus pais tinham. Ele só não achava que funcionava pra ele. Não havia nenhuma mulher que pudesse entender a vida dupla que ele levava. Havia muitas razões pra não dar certo.

No momento ele não estava reclamando. Mesmo que ele não fosse o Arqueiro Verde, ele ainda não estava pronto pra isso.

_________________________

Chloe mordeu o lábio, segurando primeiro um vestido e depois o outro, se olhando no espelho.

"Acho que você deveria escolher o roxo, Srta. Sullivan", Jeremy disse atrás dela. "Eu gosto mais dele."

"Engraçado, eu ia recomendar que você escolhesse o verde", veio uma voz mais profunda, assustando tanto Chloe quanto Jeremy. Chloe olhou atrás dela pelo espelho e viu Oliver Queen, dando um risinho enquanto se recostava contra a parede.

Chloe ergueu uma sobrancelha, olhando dentro dos olhos dele. "Roxo então", ela disse, entregando o vestido escolhido para Jeremy.

Oliver pareceu profundamente satisfeito. "Nos encontramos de novo", ele disse, indo apertar sua mão. "Eu nunca fiquei sabendo seu nome."

Ela apertou sua mão, sorrindo. "Não. Você não ficou sabendo."

"Eu posso saber seu nome?"

Chloe fingiu pensar. "Não", ela disse, dando um risinho pra ele.

"Por que não?"

"Porque você claramente não precisa ser encorajado", ela provocou, passando por ele para devolver o vestido verde. Jeremy assistia a conversa com interesse.

"Certo", Oliver disse com fingida indignação. Ele se virou para Jeremy e apertou a mão dele. "Eu sou Oliver Queen. E você é?"

"J-Jeremy Cooper", Jeremy respondeu nervosamente, apertando a mão de Oliver.

Oliver olhou para Chloe com um brilho nos olhos. "Viu como é fácil?"

Chloe apenas continuou com o risinho.

"Então, quem é você, Jeremy? O irmão mais novo dela?"

"Eu... hum", Jeremy estava olhando nervoso para onde Chloe silenciosamente balançava a cabeça e gesticulava pra ele não dizer nada. "Trabalhamos juntos...?"

Chloe soltou os braços em derrota.

"Oh?" Oliver disse. "Onde você trabalha?"

Os gestos frenéticos dela recomeçaram. "Em-em algum lugar?" Jeremy gaguejou, olhando nervosamente de um para o outro.

Oliver deu risada. "Certo. Não precisa me dizer."

"O que você está fazendo no departamento feminino, afinal?" Chloe exigiu, distraindo-o num esforço de salvar Jeremy.

O canto dos lábios de Oliver tremeu. "Você não acreditaria se eu contasse."

"Você gosta de se vestir de mulher? Olha, tudo bem. Há espaço pra todo tipo de gente nesse mundo. Eu não vou te julgar."

Oliver ergueu uma sobrancelha divertida pra ela. "Acho que você já me julgou, sem ofensa."

Chloe pareceu de certo modo desconcertada, mas antes que pudesse responder, outra mulher falou atrás dela. "Oliver, querido. Acho que já estou pronta pra ir embora."

Chloe e Jeremy olharam ao redor e viram uma mulher mais velha, mais especificamente, Laura Queen, carregando algumas sacolas. Oliver imediatamente pegou as sacolas. Ele estava certo. Chloe não teria acreditado se ele tivesse dito que estava fazendo compras com a mãe. Ela olhou para Chloe e Jeremy.

"Quem são seus amigos?" ela perguntou, olhando para Chloe com certa curiosidade.

O sorriso de Oliver não podia ser maior com ela sendo obrigada a se apresentar.

"Eu sou Chloe Sullivan", ela apertou a mão da mulher educadamente. "E este é Jeremy Cooper."

"Srta. Sullivan", a Sra. Queen repetiu reconhecendo o nome. "Acho que foi você quem escreveu aquele artigo mês passado sobre o contrato com o Pentágono, não foi? Robert ficou bem impressionado com você", ela deu um olhar significativo para seu filho.

As bochechas de Chloe ficaram imediatamente cor de rosa. "Muito obrigada."

"Como você conheceu meu filho?"

"Encontrei com ele brevemente a caminho do escritório do Sr. Queen. Só nos encontramos uma vez." Chloe respondeu, se sentindo um pouco idiota.

"Interessante. Então você trabalha para a Gazeta?"

"Sim", Chloe disse, ciente da expressão triunfante no rosto de Oliver.

"Maravilha, maravilha. Bem, não quero interromper nada. Eu já encontrei o que estava procurando-"

"Oh não", Chloe respondeu, puxando o braço de Jeremy com uma força um pouco excessiva. "Nós já estávamos saindo. Foi um prazer conhecê-la", ela disse, apertando a mão da Sra. Queen uma segunda vez.

"Você também, querida", ela sorriu desapontada.

"Tchau, Srta. Sullivan", Oliver disse zombeteiramente.

Chloe revirou os olhos. Ugh.

Jeremy tinha um olhar divertido no rosto. "Ele gosta de você."

"Hum, Jeremy, querido? Você conheceu o homem? Ele gosta de todas as mulheres."

Jeremy deu risada.

"Que belo par você é", Chloe brincou. "Deixando outro homem dar em cima de mim daquele jeito."

Jeremy deu de ombros. "Eu só estou aqui para carregar suas sacolas. Amanhã eu serei seu par."

Chloe deu um tapinha brincalhão atrás de sua cabeça.


______

________________________________________________________________

20 comentários:

  1. taah muiiito maaasaa
    pena que os caps são tão curtinhos
    abrçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, essa fic tem os capítulos mais curtinhos, mas a parte boa é que dá pra traduzir mais rápido rs... Que bom que está gostando, Letícia. :D

      Excluir
  2. Ô Chloe, conversa com a avó dos seus filhos hahahahaha

    Tb acho Lê. Curtinhos, mas massa(nunca escrevi isso na minha vida).
    Adoro fics em que Chloe e Oliver se conhecem em outras circunstancias!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, pois é, Roberta... e que avó mais fofa, né?

      Realmente, essa fic é massa!!! Que bom que está gostando...

      Excluir
  3. Essa fic mal começou e já está muito boa, logo nos primeiros capítulos já da para se envolver com a história. Prevejo que a Chloe não terá muitos problemas com em ser aceita pela mãe do Oliver rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vinicius, que bom que está gostando... é verdade, dá vontade de ir lendo sem parar, né? Já já posto o próximo... É, pelo jeito, não... a Laura já gostou dela... :D

      Excluir
  4. Essa história é simplesmente fantástica... não sei qual dos três diálogos eu mais gostei, agora a Chloe tendo que se apresentar, foi demais!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que eu gosto mais do último, quando ela tem que se apresentar... e a Laura é uma fofa... :D

      Excluir
  5. Adoro essa história, super divertida e fofinha...

    ResponderExcluir
  6. Não, simplesmente perfeita!!!! Já estou viciada!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Ah, demais!!!!

    ResponderExcluir
  8. Essa história tá muito legal....

    Ana Beatriz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está gostando, Ana... :D

      Excluir
  9. E ponto para o Ollie, ele obrigou Chloe a se apresentar sem mover um dedo...kkkk...é parece que a sogrinha já gostou da nora de primeira, dali netinhos vovó Laura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Eu adorei essa cena e ri muito... o Oliver é fogo... pois é, é bom a Laura ir se preparando...

      :D

      Excluir
  10. Sofia, você tinha razão, a Laura é o máximo... adorei!

    Suspeito que o Robert e a Laura já estão fazendo os preparativos pro casamento Chlollie hahahaha

    GIL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sabia que você ia concordar!!! A Laura é demais... aliás, não sei quem é mais fofo, se ela ou o Robert... o Ollie tem mesmo a quem puxar... Ha, eu também suspeito que eles já estão mexendo seus pauzinhos!!!!

      Excluir

Google Analytics Alternative