16.8.13

Silver Lining (14/17)

TítuloLado Bom
Resumo: Lois e Clark apresentam Chloe e Oliver quando os dois estão lidando com muita coisa em suas vidas. Completamente AU. Sétima temporada.
Autoraschloeas e dl_greenarrow
Classificação: NC-17
Nota das Autoras: Feliz Aniversário ao Chlollie4ever! Vocês têm sido maravilhosos apoiadores das nossas histórias e o trabalho que vocês fazem compartilhando-as através das traduções é incrível. Obrigada por manter o amor por Chlollie vivo e esperamos que vocês tenham mais aniversários por vir!
Anteriores01 :: 02 :: 03 :: 04 :: 05 :: 06 :: 07 :: 08 :: 09 :: 10 :: 11 :: 12 :: 13




Passava um pouco das cinco quando Chloe deixou o trabalho naquela noite. Mais cedo que nos outros dias, mas ela estava ansiosa por isso já que tinha conseguido rastrear Bart Allen. Oliver ainda estava na Queen Industries, então ela foi para a Torre do Relógio, ligou o laptop Lex, ligou a cafeteira e então garantiu que a rede estivesse segura. Depois de alguma conversa sobre o assunto, eles tinham concordado que seria mais seguro fazer ligações por meio da rede do que pelos telefones.

Assim que estava tudo pronto, ela voltou para a cozinha e pegou um copo de café fresco antes de se concentrar no relógio do micro-ondas. Ele não ia demorar muito agora e a esse pensamento, ela se encontrou respirando fundo para diminuir a ansiedade que de repente se instalara em seu estômago. E isso não era bom.

Nem o fato de que embora ainda fosse terça e eles tivessem passado o fim de semana juntos, e ela já estava ansiosa em vê-lo. Ela sabia que o amava, estava bem com isso. Mas não queria estar apaixonada por ele, não quando ainda estava uma bagunça por causa de Jimmy e ele ainda estava chateado por sua ex-noiva. Definitivamente não quando eram melhores amigos. Porque ela tinha quase perdido a amizade de Clark por causa de algo assim e ela não queria arriscar cometer o mesmo erro com Oliver.

Oliver estava atrasado - como sempre, sério. Ele entrou no apartamento, nem um pouco surpreso em ver Chloe já ali. Ele sorriu para ela, ergueu as sobrancelhas enquanto deixava a pasta na mesa e ia para sua sala secreta. Ele se trocou e vestiu o uniforme do Arqueiro Verde rapidamente, então fechou a porta da sala mais uma vez. Indo até o lado dela, ele deu um risinho, sentou-se ao seu lado em outra cadeira na frente do laptop. "Desculpe o atraso."

"Bem, depois dessa transformação, acho que posso perdoar você, Arqueiro", ela disse, sorrindo. "Está tudo pronto."

"Ótimo. Mas tem uma coisa que temos que fazer antes de começar esta teleconferência", ele a informou.

"Okay?" Ela inclinou a cabeça, olhou para ele e afastou a mão do mouse.

Ele sorriu ao olhar confuso no rosto dela, descendo a cabeça e beijando sua boca. "Só isso."

Chloe prendeu a respiração e o beijou mais uma vez antes de se afastar e sorrir, seu coração batendo rápido contra o peito. "Ótimo. Agora vai ser bem mais fácil concentrar", ela brincou.

Oliver deu risada, descansando a mão entre os ombros dela. "Talvez eu queira ter um pouco de sua atenção o tempo todo", ele brincou de volta.

"Não acho que isso seja um problema", ela disse, tentando não soar brincalhona, mas prendendo a respiração enquanto falava.

"Não?" Ele correu o polegar pela nuca dela, sorrindo.

"Não", ela sussurrou, mantendo o olhar.

"Bem, só pra constar..." Ele se inclinou um pouco mais perto dela. "Idem."

Chloe sorriu um pouco e balançou a cabeça, olhando pra ele por um momento mais antes de pressionar os lábios nos dele novamente. Isso era realmente ruim.

Ele levou a outra mão até seu rosto, segurando-o em sua palma e lentamente aprofundando o beijo.

Chloe o beijou de volta por um longo momento antes de se afastar e respirar fundo.

Oliver sorriu mais uma vez, correndo o nariz contra o dela e também respirando fundo. "Certo. Vamos conversar com Bart.

"Certo", ela concordou, voltando-se para o computador de novo e ligando para o número. "Eu liguei mais cedo pra garantir que tivesse conexão, mas como começou a tocar então não fiquei esperando pra ver se o número é dele mesmo."

"Bem, vamos descobrir." Ele só esperava que o jovem atendesse.

O telefone tocou algumas vezes antes dele atender. "Alô?"

"Bart Allen?" Chloe perguntou, prendendo a respiração enquanto olhava para Oliver.

"Talvez." Ele pareceu incerto.

Chloe se endireitou. "Eu atendo pelo nome de Watchtower", ela disse. "Nos conhecemos em Montana alguns dias atrás?"

Houve uma longa pausa. "Não sei do que você está falando."

"Acho que sabe", Oliver falou, voz distorcida. "Você nos salvou depois de salvarmos você."

"Este é o Arqueiro Verde, a propósito", Chloe acrescentou. "Podemos provar que somos nós mesmos se você estiver disposto a abrir a câmera."

Outro momento de silêncio, e Oliver olhou para ela preocupado, apertando os lábios.

"Bart, só queremos conversar com você, e se você estiver interessado, gostaríamos de ter você conosco para ajudar as pessoas que estiverem em situação semelhante a que você estava", Chloe disse.

"Certo. Eu quero ter certeza que vocês são quem dizem ser", ele respondeu.

"Ok", Chloe concordou. "Você tem um computador aí?"

"Sim..." Ele respondeu.

"Entre online, e mantenha a ligação aberta, eu vou me conectar ao seu computador", ela disse a ele, desejando que funcionasse.

Oliver olhou pra ela de novo, assentindo levemente e endireitando-se.

"Está ligado", Bart disse a eles.

Um momento depois, Chloe conseguiu se conectar ao computador dele e abriu uma linha segura, antes de começar a chamada por vídeo. Ela deu a Oliver um aceno de cabeça antes de ligar a câmera. "Aqui estamos", ela disse enquanto aparecia a imagem do garoto na tela deles.

Oliver acenou com a mão. "Melhor agora?" ele perguntou esperançoso.

Bart arregalou os olhos, então assentiu. "Como você fez isso?"

Chloe sorriu. "Junte-se a nós, eu não só vou te contar como, mas vou te ensinar."

"Acho que você pode ser um recurso valioso para nosso time", Oliver disse honestamente.

Bart refletiu por um momento. "O que vocês fazem?"

"Ajudamos as pessoas. Pessoas que estão presas em lugares como as instalações do Lex. E pessoas que estão em perigo no geral."

"O que faz vocês pensarem que eu quero ajudar pessoas?" Ele perguntou.

"Você poderia ter nos deixado para trás, nos deixado morrer naquele lugar, mas você voltou. Além do mais, se eu tivesse sido capturada pelo Lex e sofrido experiencias como você?" Chloe disse balançando a cabeça. "Eu garantiria que jamais acontecesse novamente.

"E um cara com seu tipo de habilidades tem potencial para fazer muito mais", Oliver acrescentou. "Você podia fazer a diferença de verdade. Você podia mudar vidas."

"Eu não sou bom com esse tipo de responsabilidade", Bart disse a eles.

"Bem, no que você é bom?" ele perguntou.

"Correr", ele respondeu.

"Isto é tudo que você teria que fazer", Chloe disse a ele.

"Você não tem que nos dar uma resposta agora", ele disse a Bart, mordendo a parte interna da bochecha.

"Você não tem", Chloe concordou e se endireitou. "Mas quanto mais rápido ajudarmos essas pessoas, mais cedo conseguiremos impedir que Lex machuque e faça experimentos em outras."

"Não é uma função voluntária", ele acrescentou.

"E o pagamento é realmente bom", Chloe disse, olhando para Oliver.

A expressão de Bart mudou a isso. "Sério? Alguém está realmente pagando para derrubar Lex?"

Oliver segurou um risinho. "Pode-se dizer que sim."

Ele estreitou os olhos e assentiu. "Se eu decidir que quero, com quem eu falo?"

Ele olhou para Chloe, e então de volta para Bart na tela. "Oliver Queen", ele disse ao jovem.

Chloe paralisou a isso mas olhou para baixo, tentando disfarçar sua expressão de choque.

"Tipo, aquele cara rico?" Bart perguntou com a testa franzida.

"O primeiro e único", ele disse, assentindo.

"Isso não é só uma desculpa pra derrubar Lex nos negócios, é?"

Chloe não pôde deixar de sorrir a isso. Balançando a cabeça, ela olhou para Bart. "De jeito nenhum."

"Esperamos ter notícias suas logo", Oliver disse, oferecendo ao jovem um sorriso.

"Cheque seu telefone para ver o número quando decidir", ela acrescentou, sorrindo para ele antes de desligar.

"O que você acha?" ele perguntou um momento depois, tirando o capuz de sua cabeça.

Ela mandou uma mensagem pra ele com o número e então se virou para Oliver. "Acho que foi tudo bem."

"Acho que o ganhamos", ele concordou com um pequeno sorriso, tirando os óculos.

Chloe sorriu brilhantemente e assentiu. "Que bom que um de nós está extremamente confiante", ela disse enquanto empurrava a cadeira e se levantava.

"Você não está?" Ele inclinou a cabeça para o lado, observando-a.

"Eu prefiro não ter muitas expectativas", ela disse cuidadosamente, olhando pra ele. "Melhor esperar e ver o que acontece."

Oliver se levantou, aproximando-se e passando os braços ao redor da cintura dela. "Talvez o que você precisa é de um pouco de esperança", ele disse a ela, erguendo as sobrancelhas.

Ela prendeu a respiração e olhou pra ele enquanto descansava as mãos em seus braços. "Eu tenho muita esperança", ela disse, dando um risinho. "Em situações que tenho total controle."

"E fé nas pessoas?" Ele apertou os quadris dela levemente. "Não somos todos ruins."

O rosto dela se suavizou a isso e ela assentiu. "Isso eu tenho, em algumas pessoas selecionadas."

Assentindo, ele sorriu, descendo a cabeça e beijando o rosto dela. "O que você acha de eu preparar o jantar?"

"Só se for alguma coisa simples e fácil que não demore horas para preparar", ela concordou.

Oliver a abraçou, assentindo. "Feito."

Ela segurou o rosto dele entre as mãos, seu peito apertando um pouco enquanto olhava para ele, então se inclinou e o beijou profundamente.

Ele retornou o beijo sem hesitar, deslizando as mãos pelas costas dela e puxando-a mais perto.

Chloe passou os braços ao redor do pescoço dele enquanto se pressionava mais perto dele. Ela confiava nele com sua vida, literalmente, mas a ideia de estar em um relacionamento de novo, com ele ou qualquer outra pessoa, era aterrorizante.

***

Oliver gemeu e deitou a cabeça contra a clavícula nua de Chloe quando o telefone dela começou a tocar. "Sua prima tem o pior timing da história."

Chloe estremeceu um pouco e relutantemente se mexeu embaixo dele. "Pode ser importante", ela disse, respirando fundo. "É melhor que seja." Ela deduziu que deveria ser já que Lois já tinha ligado três vezes.

"Então é melhor atender. Continuamos depois", ele sugeriu.

Ela assentiu um pouco e se levantou da cama, pegando uma das camisetas dele no caminho para ir até a sala. Ela respirou fundo enquanto pegava o telefone e o levava até o ouvido. "Está tudo bem?" Ela perguntou imediatamente. Ela não podia deixar Lois saber que estava irritada, afinal, mas se a resposta de Lois fosse sim, ela planejava desligar o mais rápido possível.

"Não exatamente, mas não é um caso de vida ou morte?" Lois respondeu, parecendo bastante hesitante.

Chloe parou e franziu a testa. "O que está acontecendo? Você ou Clark estão feridos?"

"Não, nada disso. Mas depois que você saiu para o trabalho hoje, algo aconteceu. E... você não vai gostar."

"O que é?" Ela perguntou, já ficando tensa. Considerando o jeito que Lois estava falando, ela sabia que era alguma coisa relacionada a Jimmy ou Cat. Provavelmente os dois.

Lois suspirou pesadamente. "Chlo, Jimmy está voltando pra cá. E ele acabou de ser contratado como o mais novo fotógrafo do Planeta."

"Contrataram ele?" Ela perguntou alto, seus olhos arregalando. "Ele mal conseguia fazer fotos de casamento há seis meses, como diabos ele conseguiu entrar no Planeta?"

"Minha sugestão? Por causa de Cat", Lois disse secamente.

"Claro que é por causa dela, mas de jeito nenhum Perry a deixaria chantageá-lo", Chloe disse, sua mandíbula travando e então ela paralisou. "A não ser que alguém soubesse exatamente o que há no passado dele, e soubesse onde procurar, e entregasse o material a ela."

"O que você está dizendo?"

"Quando Perry conseguiu o trabalho, eu contei a Jimmy sobre ele passar em Smallville e todo o problema que ele teve com os Luthors. Eu odeio pensar que ele seja esperto o suficiente para usar algo assim, mas ela certamente não hesitaria em chantageá-lo e esta é a única explicação", ela disse a Lois, seu corpo tenso enquanto começava a voltar para o quarto.

"Você acha que ele se lembra disso? De tanto tempo atrás?" Lois franziu a testa.

"Talvez eu esteja dando a ele muito crédito." Não seria a primeira vez. Chloe suspirou e balançou a cabeça. "Acho que não importa como ele entrou afinal."

"Sinto muito em te dar as más notícias. Eu só queria que você fosse alertada e não tinha certeza se você ia voltar para Smallville hoje."

Ela não tinha planejado voltar, mas Lois não sabia disso. Pelo menos agora ela tinha uma desculpa. "Acho que vou ficar por aqui, você poderia me trazer roupas para amanhã?"

"Claro. Diga oi ao Ollie."

"Direi. E obrigada por me avisar. Eu odiaria chegar no trabalho amanhã e ouvir isso de Cat", Chloe disse, sua mandíbula travando um pouco.

"Tente não ficar nervosa, ok? Clark e eu estaremos lá também e estamos do seu lado." Lois parou. "Eu te amo. Boa noite, Chloe."

"Eu sei, obrigada Lo." Ela respirou fundo. "Também te amo. Boa noite."

Oliver a observava com a fraca luz vinda do abajur, sobrancelhas erguidas. "Tudo bem"?

Ela olhou para ele por um momento, então gemeu e balançou a cabeça enquanto voltava para a cama e se sentava pesadamente. "Adivinha quem é o mais novo contratado do Planeta?" Ela perguntou enquanto se virava para ele e se recostava contra a cabeceira.

Ele podia dizer pela expressão no rosto dela e por sua postura que não era uma coisa boa. "Não sei..." Ele se sentou também.

"Jimmy", ela disse, mandíbula travada. "De alguma maneira ele convenceu o Planeta a contratá-lo. Ele não conseguia encontrar nenhum trabalho quando estávamos casados, e agora ele está em um dos jornais mais vendidos."

Oliver franziu a testa, inclinando a cabeça. "Como diabos ele conseguiu isso?"

"Lois e eu achamos que Cat tem alguma coisa a ver. E, por mais que eu não consiga suportá-lo, ele não é um fotógrafo ruim e trabalhou no Planeta antes, mas o momento. É óbvio." Chloe disse com um suspiro.

Ele apertou os lábios, passando os braços ao redor dela. "É um péssimo momento", ele concordou baixinho.

"Eu esperava que ele fosse levá-la embora, e não o contrário", ela admitiu, recostando-se contra ele. "Quer dizer, todo mundo no trabalho já sabe que nos divorciamos, tê-los juntos com aquela criança vai ser humilhante."

Ele encostou a cabeça na dela. "Quer que eu compre o Planeta e demita os dois?" ele perguntou, só meio brincando.

Ela olhou pra ele por um momento e sorriu um pouco. "Eu agradeço a preocupação", ela disse baixinho.

Oliver beijou sua testa, esfregando seu braço gentilmente. "Como eu posso ajudar?"

"Deixe eu dormir aqui hoje de novo?" Ela perguntou, fechando os olhos enquanto deitava a cabeça no ombro dele.

"Claro. Mi casa..."

"Obrigada", ela sussurrou, virando-se na direção dele e passando um braço sobre a barriga dele. "O que eu faria sem você?"

Oliver se mexeu também, abraçando-a. "Não vamos descobrir."

"Ok, eu gosto deste plano", ela falou, respirando fundo. "Tudo que eu quero é nunca ver os dois de novo, é muito a se pedir?"

Esfregando as costas dela, ele balançou a cabeça. "Não. De jeito nenhum."

"Desculpe isso ter arruinado nossa noite", ela disse sinceramente, afastando-se para olhar pra ele.

"Ei." Ele franziu a testa a isso, olhando pra ela. "Nem se preocupe com isso."

Assentindo um pouco, ela deu de ombros. "Eu só preferia me divertir com você do que me preocupar em como isso vai ser, ir trabalhar amanhã ou quando for o primeiro dia dele", ela disse, então fez uma cara. "Ugh, isso parece o colégio."

Oliver a estudou por um momento. "Quer que eu encontre uma maneira de... distrair você dos seus pensamentos?"

Ela hesitou, incerta se conseguiria fazer o que pensava que ele estava sugerindo, considerando que estava de volta sentindo a dor de ser traída e dispensada por alguém como Jimmy Olsen. "Eu não sei quão bem isso vai funcionar", ela admitiu.

Ele encontrou os olhos dela, refletindo sobre suas palavras por um momento, e então casualmente pressionou um beijo no ombro dela. "Não?"

Chloe parou a isso e mordeu o lábio inferior, instantaneamente se lembrando o que, exatamente, sua prima tinha interrompido. "Eu não sei... mas acho que você pode tentar?"

"Só se você quiser. Se quiser assistir um filme ou outra coisa, tudo bem também." Ele deu um beijo em sua mandíbula.

"Era o que eu estava pensando", ela disse, se mexendo na cama. "Mas, talvez sua ideia seja melhor."

Ele se mexeu também, apoiando a cabeça numa mão.

Ela olhou pra ele por um momento, então desceu o corpo mais na cama, mantendo o olhar antes de dar um beijo nos lábios dele.

Oliver correu uma mão pelo cabelo dela enquanto se beijavam, então desceu a mão pelo corpo até o quadril dela, lentamente subindo a camiseta para que pudesse tocar sua pele nua.

Ao sentir a mão dele em seu quadril, ela se aproximou e passou uma perna ao redor dele enquanto aprofundava o beijo.

Ele deixou que ela ditasse o ritmo, acariciando sua pele enquanto se beijavam. De um jeito ou de outro, ele queria ajudá-la a esquecer Jimmy Olsen, mesmo que só por algumas horas.

________
QUINZE

____________________________________________________________________________

8 comentários:

  1. Sim Oliver! Pode comprar o Planeta e demitir os estrupícios kkk

    ResponderExcluir
  2. Não vou nem comentar o que acho dessa dupla estúpida, pois tenha a sensação que ainda vão aprontar mais ¬¬
    Porém fico mais do que feliz que a Chloe tem o Ollie ao seu lado, bem ela ainda está resistindo, mas o Oliver vai derrubar esses muros...

    Fic ótima... quero mais!!

    GIL

    ResponderExcluir
  3. Tomara que a Chloe desfile no Planeta com o Oliver, os dois bem sorridentes...
    Quero mais que o Jimmy e a Cat se explodam! #affffffffffff

    ResponderExcluir

Google Analytics Alternative