28.7.13

Silver Lining (6/17)

TítuloLado Bom
Resumo: Lois e Clark apresentam Chloe e Oliver quando os dois estão lidando com muita coisa em suas vidas. Completamente AU. Sétima temporada.
Autoraschloeas e dl_greenarrow
Classificação: NC-17
Nota das Autoras: Feliz Aniversário ao Chlollie4ever! Vocês têm sido maravilhosos apoiadores das nossas histórias e o trabalho que vocês fazem compartilhando-as através das traduções é incrível. Obrigada por manter o amor por Chlollie vivo e esperamos que vocês tenham mais aniversários por vir!
Anteriores01 :: 02 :: 03 :: 04 :: 05




Por causa de seu ferimento, Lois insistiu que ele passasse a noite na fazenda de novo, especialmente porque o festival era naquele fim de semnaa e ele iria participar. Então Clark foi pegar algumas roupas pra ele e nesta manhã, depois do café, todos os quatro foram até o festival. Chloe estava em seu segundo copo de café, mas mal precisava. Ela estava bem acordada, apenas pensando nas possibilidades que seu trabalho com Oliver trariam.

"Eu vou fazer as entregas primeiro", Clark disse enquanto estacionava o carro.

"Ah, e a diversão começa", Chloe brincou, sorrindo pra ele.

"Entrega do quê?" Oliver perguntou, inclinando-se perto de Chloe e erguendo as sobrancelhas.

"Entrega", Clark disse e ele, balançando a cabeça para Chloe. "Frutas e vegetais da fazenda que alguns vendedores pediram pra preparar os pratos."

"Oh." Ele assentiu, erguendo as sobrancelhas enquanto Clark descia da caminhonete. Ele observou Lois descer atrás dele, cada um pegando uma caixa do fundo. "Acho que eu deveria ajudar." Ele estendeu a mão até a maçaneta.

"Não com este braço, você não deveria", Lois disse, erguendo as sobrancelhas pra ele. "Eu vou ajudar, você vai... pegar sorvete ou algo que não machuque."

"Meu braço está bom, Lois", ele disse sério, balançando a cabeça.

"Nós resolvemos", ela disse de volta. "Vão vocês dois."

"Eu não discutiria", Clark disse, divertindo-se.

Oliver deu um risinho, dando de ombros e olhando para Chloe. "Ok então." Ele ofereceu sua mão pra ajudá-la a descer.

"Obrigada", Chloe disse a Oliver enquanto descia e então balançou a cabeça para a prima. "Eu não estou machucada, sabia?"

"Tchau", Lois respondeu, sorrindo.

Balançando a cabeça, Chloe deu de ombros e olhou para Oliver. "Nossos serviços não são necessários."

"Estou vendo", ele disse, assentindo.

Chloe deu um olhar a sua prima. "Bem, eles vão provavelmente se pegar em algum lugar", ela disse enquanto começava a ir em direção ao festival.

"Isso não me surpreenderia", ele disse com um sorriso.

"Bom pra eles", Chloe disse sinceramente.

Ele olhou pra ela de lado, assentindo. "Então o que fazemos primeiro?" ele perguntou incerto.

"Bem, normalmente nós comemos, mas como ainda está cedo pra isso, podemos ir em algum brinquedo", ela sugeriu. "Ou comprar alguma coisa, se você quiser."

"Vamos em um brinquedo", ele disse a ela, sorrindo. Ele olhou ao redor, localizando a roda-gigante facilmente Fazia muito tempo que tinha ido a um parque de diversões.

"Certo, alguma preferência?" Ela perguntou, sorrindo de volta pra ele.

"Roda-gigante?" ele sugeriu.

"Ah, você gosta de altura, então", ela disse, desejando que fosse uma mudança sutil de assunto para algo que ela realmente queria discutir. Isso e a roda gigante lhes daria uma ótima oportunidade pra conversar.

Oliver inclinou a cabeça, dando um risinho. "Acho que você já sabia disso", ele disse levemente, cutucando-a com o cotovelo.

"Só ouvi rumores", ela disse a ele. "Eu não tinha certeza se era assim que realmente funcionava." Ela sorriu ao homem trabalhando no brinquedo enquanto os deixava entrar em uma das cadeiras. Era muito cedo, ainda não havia fila.

Oliver deslizou no assento, dando espaço pra ela sentar-se ao seu lado. "Sim. Eu gosto de altura. Você tem problema com altura?" Sua voz era curiosa.

"Não", ela disse sinceramente. "Eu prefiro altura ao subterrâneo."

"Subterrâneo?" ele repetiu curioso.

Chloe hesitou, mas continuou. "É mais fácil ver o que está por vir", ela disse.

Ele olhou de lado pra ela, sentindo que havia mais nesta história, mas não ia forçar. "Definitivamente é."

Assim que a roda-gigante começou a se mover, ela olhou pra baixo e se virou pra ele. "Então, me conte mais sobre o tipo de trabalho que você tem em mente pra mim."

"Inteligência, invasão de computadores, o de sempre", ele disse. "Particularmente quando se trata de Lex Luthor."

Chloe ergueu as sobrancelhas a isso e assentiu. "Ótimo. Acho que os arquivos de ontem nos darão uma ideia melhor do que procurar."

Oliver assentiu a isso. "Tenho certeza que sim. Mas não quero que você entenda errado."

Ela parou a isso e franziu a testa. "Como assim?"

Ele virou a cabeça para olhar pra ela. "Significa... que não é só sobre o que você pode fazer pra mim. Eu pretendo te pagar, pra começar, por qualquer trabalho que você faça. E eu quero tentar separar isso do resto do nosso relacionamento."

Chloe refletiu por um momento, então franziu um pouco a testa. "Lidar com Lex é pessoal pra mim, especialmente pelo interesse que ele tem por Clark, mas também pelo que ele está fazendo com aquelas pessoas." E particularmente porque ela sabia que ele tinha começado a se interessar por causa de seu próprio Mural do Esquisito. "Não é só por você."

"Não pensei que fosse. Mas pode ser perigoso, e no mínimo, você deveria ser recompensada pelo seu tempo e esforço", ele disse honestamente.

Ela olhou pra ele por um momento, não parecia certo aceitar dinheiro por esse tipo de trabalho, mas não era como se pudesse dispensar o dinheiro extra que ajudaria um pouco em sua situação. "Contanto que você não ache que vai se livrar de mim assim que eu te entregar todas as informações."

Oliver ergueu uma sobrancelha pra ela. "Eu não tenho nenhum desejo de me livrar de você, Chloe."

"Bom saber", ela disse, sorrindo um pouco. "Quer dizer, eu também quero saber o que você descobrir, vamos compartilhar informações." Se iam fazer isso juntos, ela queria ter certeza que ele não tentaria fazer as missões sozinho, e mais importante, que ele não guardaria as descobertas pra si.

"Com certeza", ele disse sem hesitar, assentindo. "Eu concordo." Ele não era estúpido. Sabia pelo que tinha lido e ouvido sobre Chloe que ela era incrivelmente esperta. No pouco tempo que a conhecia, essa crença foi reforçada. Compartilhar informações e ajudar um ao outro só iria beneficiar a todos os envolvidos.

"Ótimo." Ela relaxou um pouco. "Acho que vai dar tudo certo", ela disse sinceramente.

"Eu também", ele respondeu. "Mas como eu disse, eu não quero que isso seja só sobre trabalho."

Chloe refletiu as palavras dele por um momento. Ela podia apenas deduzir que ele queria dizer que deveriam continuar amigos e honestamente, ela gostava tanto de conversar com ele que não seria um problema. "Nós concordamos em sermos amigos primeiro", ela garantiu, sorrindo um pouco.

Oliver relaxou a isso, sorrindo de volta pra ela. "Sim, e eu gosto da sua companhia", ele completou.

"Eu também", ela disse com a mesma sinceridade. "Não posso prometer que as coisas não vão se misturar, mas acho que podemos trabalhar nos dois."

"Concordo", ele disse, estendendo a mão pra ela.

Ela sorriu e apertou a mão dele.

Ele apertou a mão dela também, sorrindo. "Você vai precisar de um codinome", ele disse pensativamente.

"Eu estava pensando nisso", ela disse, então parou. "Quer dizer, ontem quando o alarme disparou e tive que chamar por Clark. Eu estava pensando que ele precisava de um nome diferente."

Ele tentou não sorrir muito a isso. "Eu o chamo de Escoteiro."

Chloe parou e deu um risinho. "Não é tão legal quanto Arqueiro Verde", ela admitiu.

Isso rendeu a ela um sorriso aberto. "Não, mas combina com ele."

"Combina." Ela inclinou a cabeça. "Quem criou o seu? Foi a imprensa."

Oliver assentiu. "E acabou pegando."

"É legal." Ela apertou os lábios, pensando. "Não sei qual poderia ser o meu, no entanto."

Ele a estudou, pensando por um momento. "Algo que indique que você é meu olho no céu. Por assim dizer."

"Satélite não é muito bom", ela disse enquanto tentava pensar.

"Não é", ele concordou com uma curta risada.

"Bem, pense sobre isso, vou fazer o mesmo", ela disse a ele, sorrindo enquanto se recostava contra o assento. "Seu outro amigo, ele... ou ela trabalha com você nisso também?"

"Não do tipo um olho no céu", ele disse a ela, passando um braço atrás do assento em que estavam.

Mordendo a parte interna da bochecha, ela refletiu e assentiu. "Eu vou dar uma olhada mais atenta nos arquivos, talvez possamos nos encontrar na segunda depois do trabalho pra eu poder te contar o que descobri? Acho que não é muito apropriado fazer isso por telefone ou e-mail."

"Sim, você tem razão", ele concordou, assentindo. "Você poderia ir até a Torre do Relógio quando saísse do Planeta? Podemos pedir alguma coisa."

"Claro", ela concordou, sorrindo. "E você pode me contar sobre como tudo começou."

"Sim. E podemos trocar histórias sobre Clark-em-apuros", ele acrescentou, dando um risinho.

"Oh, podemos compartilhá-las durante o jantar desta noite, envergonhá-lo é sempre divertido", ela disse, sorrindo ainda mais.

"Você tem uma veia malvada", ele brincou.

"Só de vez em quando", Chloe deu um risinho enquanto relaxava e olhava para o festival.

"Bom saber." Ele ia definitivamente manter isso em mente e tomar cuidado perto dela. Ele tinha a sensação que não seria tão fácil quanto esperava.

***

Eles já estavam no festival há horas, considerando os quatro, Chloe tinha certeza que tinham experimentado todas as comidas disponíveis, então estavam caminhando pra queimar algumas calorias mesmo enquanto ela e Lois dividiam uma barra doce frita.

"Eu ainda não sei como me sinto sobre isso", Chloe disse enquanto devolvia a Lois. "Deveria ser horrível, mas não é."

Oliver não pôde deixar de fazer uma careta. "É como convidar um ataque cardíaco pra entrar em sua casa."

"É assim que elas se alimentam se não forem supervisionadas", Clark disse a Oliver.

"E ainda assim, estamos vivas e saudáveis", Chloe acrescentou, dando um risinho.

"Por enquanto", ele disse de volta.

Oliver balançou a cabeça. "Estamos fazendo um péssimo trabalho de supervisão, claramente."

"Como se vocês pudessem nos dizer o que fazer", Lois disse depois de dar outra mordida na barra.

"Elas só ouvem uma a outra", Clark suspirou.

"Ok, tem mais uma coisa que precisamos fazer", Lois anunciou, agarrando o braço de Clark e puxando-o. "Você tem que ganhar alguma coisa pra mim."

Chloe parou e revirou os olhos, balançando a cabeça. "Sério, Lo?" Ela murmurou enquanto os observava.

"Bem, não seria justo", Clark disse sorrindo. "O que você gostaria?"

"Vamos com a tradição. Ganhe um urso pra mim." Lois sorriu pra ele.

Oliver não pôde deixar de balançar a cabeça, em diversão, e olhou para Chloe, erguendo as sobrancelhas.

"Ela não costumava ser assim", Chloe disse a Oliver e então parou. "Tenho certeza que você sabe."

Ele deu risada. "Ela sempre foi... hum, cabeça-dura?"

"É um jeito de se dizer", ela concordou com um risinho.

"Mais carinhoso do que outros", ele concordou, oferecendo a ela seu braço. "Mas eu vou te ganhar alguma coisa."

Chloe tomou o braço dele e então parou, balançando a cabeça. "Por mais fácil que seja atingir o alvo, você não precisa fazer isso."

"Ah, vamos. Vai ser divertido." Ele sorriu.

Ela o observou por um momento e então deu de ombros. "Só porque tenho certeza que você precisa provar a Clark que é melhor que ele."

Ele arregalou os olhos a isso. "Talvez eu só queira ganhar alguma coisa pra você."

"Aham, eu sei como seu tipo trabalha", ela brincou, sorrindo pra ele.

"Meu tipo?" Ele ergueu a sobrancelha pra ela. "Que tipo seria esse?"

"Você sabe, da espécie masculina", ela disse, dando um risinho.

Oliver deu risada. "Que opinião mais baixa. Não somos todos iguais, você sabe." Havia um tom brincalhão em sua voz.

"Não é o que minha experiência diz", ela brincou. Era uma mentira, claro. Oliver e Clark eram obviamente homens melhores que seu ex-marido.

"Acho que vou ter que provar pra você." Ele piscou pra ela, indo para o jogo de dardos. "Escolha o prêmio."

"Como não sou nada tradicional", ela disse enquanto estreitava os olhos para os animais de pelúcia, então apontou para um pendurado no teto. "Aquilo é um lêmure? Ou um macaco?"

"Um lêmure, eu acho", Oliver disse a ela, apontando para o animal também e assentindo quando o rapaz da barraca o pegou.

"Você tem que acertar dez balões pra ganhar este", o homem alertou, entregando a ele alguns dardos.

"Dez balões", Chloe arfou brincando e olhou para Oliver. "Acha que consegue?"

"Não sei. É muito balão, não é?" Ele balançou a cabeça, posicionando o primeiro dardo e atirando-o instantaneamente.

"Sorte de iniciante", ela disse, erguendo as sobrancelhas. "Vamos ver se consegue fazer de novo."

Um risinho puxou sua boca e ele jogou o dardo seguinte, então olhou pra ela de lado. "Já está impressionada?"

"Você já acertou os dez balões?" Ela perguntou, dando um risinho de volta.

Ele deu risada, jogando dois dardos de uma vez e acertando três balões.

Chloe não pôde deixar de dar risada quando viu o olhar do garoto que trabalhava ali.

Oliver sorriu brilhantemente, rapidamente finalizando o jogo e com sucesso atingindo todos os balões necessários para ganhar o lêmure de pelúcia. Ele o entregou a ela. "Aqui está, Srta. Sullivan", ele disse levemente.

"Obrigada, Sr. Queen." Ela pegou o lêmure e olhou pra ele enquanto ia até a barraca seguinte onde Lois e Clark estavam.

"Talvez eu devesse tentar ganhar um urso pra você", Lois disse a Clark com um risinho enquanto jogava outra argola, circulando uma das garrafas com facilidade.

"Parece que você vai conseguir", Clark disse, sorrindo enquanto a observava.

"E eu pensando que vocês já tinham terminado", Chloe disse parando atrás do casal.

Lois olhou pra Chloe, erguendo as sobrancelhas ao lêmure e então mudando o olhar para Oliver com um risinho. "Deixa eu adivinhar. Dardos?"

Oliver deu de ombros. "Quando você é bom em alguma coisa, algumas vezes é melhor ficar com o que sabe."

"O pobre garoto da barraca ainda está tentando entender o que aconteceu", Chloe acrescentou. "Qual você quer, Clark?"

Ele franziu a testa e deu de ombros. "O que Lois escolher."

Oliver deu um risinho, piscando para Chloe. "Acho que ele quer aquele", ele disse a ela, apontando para um urso numa camiseta vermelha, branca e azul.

"Acho que é perfeito", Chloe concordou, olhando para sua prima.

"Você precisa acertar mais cinco argolas pra isso", a garota disse a eles.

"Fácil", Lois desdenhou, entregando mais alguns dólares e aceitando mais argolas da garota. Ela perdeu a jogada seguinte, mas acertou três seguidas. "Mais duas."

"Duas de três que estão sobrando", Chloe disse, erguendo as sobrancelhas. "Jogue."

Lois errou a seguinte, estreitando os olhos. "Ah qual é. Como eu fui errar?"

Oliver se inclinou. "A maior parte destes jogos são fraudes", ele sussurrou a Chloe. "A maior parte das garrafas tem uma boca muito larga. É por isso que a maioria das pessoas não vence."

"Oh, eu sei", ela disse, olhando pra ele. "E é por isso que estou surpresa que você tenha ganho." Ela aproximou-se da barracada, estreitando um pouco os olhos. "Tente a verde, Lo."

"Por isso eu não escolhi o jogo de argolas", Oliver murmurou, dando um risinho.

Lois pegou a argola, mirando na garrafa verde e circulando-a facilmente com a argola. Ela sorriu. "Ok, mais uma."

Chloe olhou por mais um momento antes de assentir. "A roxa, no fundo", ela disse a Lois, era definitivamente mais fina que as outras garrafas, mas também estava mais longe.

Ela assentiu também, mirando e dando um grito quando acertou. "Hah! Eu ganhei!" Ela apontou para o urso que Chloe e Oliver tinham apontado.

A garota entregou o urso a Lois, parecendo nada satisfeita quando voltou a se sentar.

"Bom trabalho", Chloe disse a ela, sorrindo para sua prima.

Lois brilhou, abraçando o urso e então entregando-o para Clark. "Aqui está, Docinho."

"Obrigado", Clark disse, sorrindo e balançando a cabeça enquanto passava um braço ao redor de seus ombros e beijava o alto de sua cabeça.

"Muito bem, acho que fizemos tudo que havia pra se fazer aqui. O que você acha, Ollie? Valeu passar o dia em Smallville?" Chloe perguntou.

"Completamente", ele disse sem hesitar, sorrindo.

______
SETE

_____________________________________________________________________________

7 comentários:

  1. Ohhhhhhhhhh, amei o Ollie ganhando o lêmure de pelúcia pra Chloe... <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, o lêmure foi uma boa escolha, rs...

      Excluir
  2. Sim, eles podem ser mais fofos e queridos!!! Tem como.

    E lêmur???Awn!!! *-*

    ResponderExcluir
  3. Oh, um lêmure!! *-*

    Tá tão gostoso esse fase de se conhecerem...

    GIL

    ResponderExcluir
  4. Ela já está chamando ele de Ollie *-*
    Só eu imaginei a cara de 'criança feliz' do Clark qdo a Lois entregou o urso pra ele? Rsrs

    ResponderExcluir

Google Analytics Alternative