14.6.12

Hey Jealousy (3/5)

Título: Ei, Ciúmes
Resumo: Cinco situações em que Chloe ou Oliver ficaram com ciúmes. As histórias se passam próximas a Warrior.
Classificação: NC-17
Anterior: Um - Dois

Oliver não estava exatamente entusiasmado com o baile da LuthorCorp que seria obrigado a comparecer. Ele havia considerado sumir, mas entre o fato de que o General Zod deveria comparecer e o fato de que Tess havia entrado em seu escritório e informado que se ele não marcasse presença ela faria de sua vida um inferno (o que ele acreditava completamente) - ele sentiu que provavelmente o melhor seria lidar com isso, se vestir para a ocasião e tentar fingir um sorriso.

Alisando a gravata, ele arrancou uma taça de champanhe de uma das bandejas dos garçons e tomou um gole, forçando um sorriso para as câmeras. Aqui estou eu, pensou. Vamos começar a diversão.

Diversão não era como ela podia se referir a toda esta situação. Chloe também estava lá, com um minúsculo ponto em seu ouvido, coberto pelo cabelo, um vestido justo e um pouco revelador demais para o seu gosto, e um copo vazio de champanhe na mão. Ela tinha ido mais cedo do que Oliver para que sua entrada fosse o mais imperceptível possível. Não que alguém, talvez com exceção de Tess, saberia quem ela é, mas ela não estava lá para curtir a festa, ou para acompanhar Oliver, estava lá em um trabalho, como Torre de Vigia, para manter um olho nas coisas e ter certeza de que tudo estava funcionando perfeitamente, para não mencionar, possivelmente localizar mais kandorianos que poderiam ter decidido aparecer para garantir a segurança do seu líder.

Ela se acalmou quando viu Oliver caminhando e a maior parte da sala ficar ofegante e se voltar em direção a ele, bem, a maioria das mulheres e alguns homens na sala de qualquer maneira. Ela simplesmente revirou os olhos e trocou seu copo vazio por um cheio, que de qualquer modo ela não estava pensando em beber.

Ele sorriu e acenou para os repórteres, e para os funcionários durante todo o tempo que caminhou pela multidão para seu vislumbre. Suspirando suavemente quando não a viu de imediato, ele ficou um pouco tenso quando avistou Zod outro lado da sala. "Alvo localizado", ele sussurrou para ela.

"Estou a sua frente", ela murmurou contra seu copo, sabendo que o microfone conectado ao comunicador em seu ouvido iria pegar sua voz, mas manteve-se fora de vista. "O desumano parece irritado.”

Um sorriso puxou a boca dele com a escolha do apelido. "Isso pode ser muito bom ou muito ruim para nós", ele a informou, tomando um gole de champanhe. "Onde você está?”

“Em um ponto bom o suficiente para saber que se você não virar rapidamente para a direita, ela vai encontrá-lo em 5, 4...” Chloe sorriu um pouco enquanto levantava a cabeça para dar uma olhada melhor na reação dele.

Ele fez uma careta, movendo-se rapidamente para a direita, sem hesitação, olhando em volta para ver se ele poderia encontrar Chloe em vez disso. ”Você está se escondendo?”

“Não, eu estou apenas mantendo-me fora de vista", ela disse, dando um passo para trás quando o viu olhando em sua direção. “Eu não deveria ser notada, lembra?”

“Tudo bem se eu te notar," ele disse a ela com um sorriso, tomando outro gole de seu champanhe.

“O quê? Minha voz não é suficiente pra você?" Chloe perguntou, erguendo uma sobrancelha e sorrindo um pouco, em seguida, franzindo a testa quando uma dupla de garotas se aproximaram dele. “Além disso, parece que você tem companhia."

“Oi, Oliver!” Uma alta, loira, de pernas longas e bronzeadas o cumprimentou, invadindo diretamente seu espaço pessoal.

Ele suspirou com o aviso de Chloe e se forçou a sorrir para a loira. "Olá", ele cumprimentou, acenando para ela.

A segunda garota aproximou-se também, ela parecia exatamente como a primeira, com cabelo castanho. "Nós não achávamos que você viria!”

“Eu só disse a ela que você faria uma entrada triunfante", a loira deu uma risadinha.

Chloe olhou para eles por um momento, ouvindo a conversa através de seu comunicador. "Oh Deus, como você pode sorrir para elas?”

Oliver não podia deixar de sorrir maliciosamente com a pergunta dela. Às vezes ele se perguntava a mesma coisa. Mas era tudo parte do disfarce. Entre ser famoso e precisar de pessoas pensando que ele era um playboy superficial, era muito menos provável que as pessoas o ligassem ao Arqueiro Verde. "Eu gosto de fazer entradas triunfais, senhoras".

“Dou-lhes cinco minutos para proporem um ménage à trois", ela disse, estreitando os olhos para as duas garotas que ainda estavam em torno Oliver.

“E você faz isso tão bem!" A morena disse, sorrindo para ele e tomando um braço enquanto a loira tomava o outro.

“Eu não posso acreditar que você veio sozinho, por que não trouxe uma acompanhante?”

Ele fez uma pausa a isso, considerando por um momento. "A moça que eu queria para me acompanhar não estava disponível", ele disse. "Mas vamos nos encontrar mais tarde.”

“Oh", a loira trocou um olhar com sua amiga, em seguida, abriu um grande sorriso para Oliver, dando um passo ainda mais perto dele e colocando a mão livre em seu peito. "Bem, nós podemos lhe fazer companhia então!”

“Sim", a morena concordou, imitando as ações da loira do outro lado.

“Oh, atire em mim", Chloe murmurou, revirando os olhos e virando-se para olhar para Zod, que havia seguido Tess para o lado da sala onde Oliver estava, mas nenhum deles havia se aproximado ainda. Era melhor olhar pra eles, porque se ela ficasse olhando para as vadias, não tinha certeza de quanto tempo seria capaz de se impedir de ir lá e forçá-las a tirar suas mãos dele.

Oliver ergueu as sobrancelhas para a observação de Chloe, e se perguntou se ela estava realmente com ciúme ou se apenas pensava que as mulheres eram ridículas por bajularem ele do jeito que estavam fazendo. Talvez um pouco de ambos, ele pensou, tomando outro gole de champanhe. Ele avistou alguém que não tinha visto em muito tempo e as sobrancelhas se ergueram ainda mais, um sorriso puxando sua boca. "Senhoras, vocês já conhecem Bruce Wayne?” perguntou-lhes, conduzindo-as na direção de seu velho rival.

A loira suspirou e seus olhos se arregalaram quando ela olhou para o outro homem, depois para a amiga e novamente para Bruce, "Bruce Wayne?” ela repetiu, em seguida olhou para Oliver. "Você precisa nos apresentar!”

“Oh!” a morena disse, “nós quatro vamos nos divertir muito!”

“Sexo a quatro, estou corrigindo." Chloe murmurou, sua mandíbula apertando enquanto mantinha os olhos em Tess e Zod, achando que era uma visão mais conciliadora do que as vadias com Oliver, que estava dizendo alguma coisa.

"Por mais divertido que possa parecer, eu tenho planos após a festa", lembrou-lhes, guiando-as para Bruce. "Mas tenho certeza que Bruce não terá problemas em ajudar vocês a ficarem entretidas esta noite." Ele abriu um sorriso para o homem. "Quanto tempo. Não esperava que você estivesse aqui."

Bruce levantou uma sobrancelha para ele. "Bem, eu fui convidado. Bateu com a minha agenda." Ele sorriu para as mulheres nos braços de Oliver. "Senhoras, vocês duas estão simplesmente ... arrebatadoras."

Chloe levantou as sobrancelhas um pouco quando ouviu a voz do segundo homem e se virou para olhar para o quarteto.

"Oh", a morena fez beicinho, "seria muito melhor se você pudesse se juntar a nós, Ollie", ela disse, envolvendo ambos os braços em torno dele e olhando para ele, "somos muito melhores do que os seus planos", ela disse, observando-o.

Antes de Oliver ter a chance de responder, Bruce deu um passo adiante, abrindo para a morena um sorriso bonito e charmoso. "Este é um lindo colar ", ele disse, seus olhos mergulhando no decote do vestido que exibia uma grande parte de seu colo.

Oliver levantou uma sobrancelha para Bruce quando a morena olhou para ele. "Eu deveria procurar meu conselho executivo", ele disse, afastando-se dela. "Isto foi... interessante". Deixando as mulheres lá com Bruce, ele suspirou um pouco, afrouxando a gravata.

Chloe suspirou profundamente quando viu Oliver se afastando das mulheres. "Talvez você devesse se certificar de adicionar uma regra proibindo prostitutas baratas em sua próxima festa. Alguém provavelmente as enviou para contaminar e drogar você em algum lugar antes de te sequestrar."

Ele abafou um sorriso pela irritação na voz dela. "Você provavelmente tem razão, Professora."

“Do que você está rindo, Queen”? ela acrescentou, levantando uma sobrancelha.

“De nada.”

“Sim, claro", ela acrescentou, respirando fundo. "Entre se divertir com o desumano e sua ajudante nazista, você deveria ter aceitado a proposta de sexo a quatro quando teve a chance.”

***

Ele não tinha certeza de como ela tinha feito isso, mas Chloe tinha conseguido fugir dele a noite inteira. Ele tinha a impressão de que ela não queria que ele a visse por algum motivo, mesmo ele sabendo que ela estava lá. O que, naturalmente, só serviu para deixá-lo mais curioso. E então, ele conseguiu ver um vislumbre dela escorregando para fora da festa e ele estreitou os olhos, desculpando-se com um dos membros do conselho e saindo, também. Ele havia feito a aparição desejada. Duas horas era mais do que suficiente quando se tratava de uma festa da LuthorCorp.

Ela já estava fora de vista no momento em que ele saiu, embora ouvisse o distinto som de saltos na calçada indo em direção ao parque de estacionamento subterrâneo. Seu coração acelerando um pouco no peito enquanto a seguia em silêncio, depois de ter desligado o dispositivo quando ela lhe disse que estava indo embora. Ele sorriu um pouco quando a viu indo em direção ao carro, e avistou o vestido preto que ela usava, desejando que tivesse uma melhor visualização do mesmo.

Olhando ao redor, ele sorriu quando percebeu que o estacionamento estava vazio. Soltando a gravata, fez seu caminho silenciosamente por trás dela.

Chloe tinha acabado de deslizar a chave na porta quando sentiu os olhos sobre ela, então ficou quieta, seus olhos arregalando instantaneamente quando olhou ao redor e não viu ninguém. Ela não queria olhar para trás e tornar óbvio que havia percebido que tinha sido seguida, então abriu a porta do seu lado do carro o mais rápido que pôde.

Ele passou os braços em torno dela por trás, apoiando o queixo em seu ombro. “Você está muito tensa, professora", ele murmurou.

Ela soltou um suspiro e fechou os olhos, balançando a cabeça. Devia saber que era ele, nenhum outro ser humano poderia fazer absolutamente nenhum ruído ao andar na calçada. "Quando eu tiver um ataque cardíaco antes dos 25 anos, irei lhe enviara fatura.”

Ele sorriu involuntariamente. "Eu acho que você precisa relaxar um pouco", ele a informou , beijando um lado do pescoço dela. "Que bom que você me tem por perto para ajudar com isso."

Um arrepio percorreu sua espinha e ela se inclinou contra ele antes que pudesse se impedir. "O que você está fazendo aqui? Você tem convidados para entreter."

"Apenas um, na verdade," ele murmurou, beijando sua mandíbula em seguida.

Chloe sorriu a isso e respirou fundo, finalmente cedendo e colocando as mãos nos braços dele. “Então, você pegaria a loira ou a morena? Ambas pareciam igualmente interessadas."

Seus braços se apertaram ao redor dela um pouco. "Apenas a loira com quem estou saindo da festa". Ele ergueu as sobrancelhas, beijando o ombro dela.

“Falando em sair", disse Chloe, virando-se em seus braços e olhando para ele, "nós provavelmente deveríamos fazer isso antes que alguém nos veja", ela ressaltou, arqueando uma sobrancelha. "Veja você.”

“Bem, eu disse a elas que tinha outros planos:" Ele disse com um sorriso malicioso, bebendo a visão dela no vestido. "Você está deslumbrante." Sua voz era calma.

Ela mordeu o lábio inferior e sacudiu a cabeça. “Foi uma solução de última hora por causa do péssimo estado do meu guarda-roupa", ela disse.

“Eu achei que você fosse a solução para o vestido, na verdade," ele disse com um sorriso, levantando os olhos para encontrá-la mais uma vez.

Chloe respirou fundo e sorriu um pouco, balançando a cabeça e hesitando por um segundo antes de começar a desfazer o nó da gravata dele . “Discutível, considerando o quão desconfortável ele me deixou a noite toda."

Oliver a olhava atentamente enquanto ela desfazia o nó da gravata. Ele estendeu uma mão e segurou seu rosto, mergulhando a cabeça para beijá-la. "Nós sempre podemos cuidar disso", ele murmurou.

"Acho bom", ela disse, piscando os olhos depois que ele parou o beijo, “darmos o fora daqui antes de continuar essa conversa."

"Pode ser melhor ter uma conversa dessas em particular", ele concordou, sorrindo e olhando para ela com os olhos brilhantes. "Então, há uma razão especial porque você se escondeu de mim a noite toda?"

Ela fez uma pausa, arqueando as sobrancelhas, olhou para ele, inclinando um pouco a cabeça. Ele percebeu que ela realmente não estava esperando isso, mas ela deveria saber, Oliver era quase tão observador quanto ela. Quase. “Dificilmente eu estava me escondendo, eu só estava desempenhando o meu papel", e ela queria vê-lo em seu habitat natural, ou pelo menos, o que a mídia acreditava ser seu habitat natural, sem interferências.

“Você estava se escondendo", ele repetiu com uma pitada de diversão. Ele colocou um pouco do cabelo dela atrás da orelha.

“Não exatamente", ela o corrigiu, rindo baixinho. "Eu estava observando..."

Ele levantou uma sobrancelha a isso. "Alguma razão em particular?”

Com um encolher de ombros, ela balançou a cabeça. “Ver você lidar com toda a chateação dos membros do conselho e todas as mulheres que trombam em você foi divertido?" Ou incrivelmente irritante, o que for.

Oliver estudou-a por um momento, um pequeno sorriso puxando a boca. "Claro", ele disse com um aceno de cabeça, depositando um beijo em sua bochecha.

“Além disso", ela encolheu os ombros, “foi divertido ver quanto tempo eu conseguiria ficar longe de você."

“Você queria ficar longe de mim?” Ele inclinou a cabeça para o lado.

Chloe revirou os olhos e balançou a cabeça, inclinando-se mais perto e roçando seu nariz contra o dele. "Sim, Oliver, no caso de você não ter notado, eu não suporto estar perto de você.”

“Bem, você disse que foi divertido." Ele se aproximou dela, prendendo-a entre ele e o carro, um sorriso diabólico no rosto.

“Bem, foi levemente divertido", ela sorriu, passando a mão sobre o peito e descendo até a barriga dele, “no entanto, isto se parece mais com o meu tipo de diversão.”

“Ah bom. Este tipo é muito mais divertido para nós dois." Ele deslizou a mão em torno dela, os dedos roçando levemente sua pele nua.

Ela estremeceu um pouco e sorriu para ele, mais relaxada do que havia estado toda a noite. A razão pela qual estava se escondendo dele tinha sido principalmente, o fato de que estava usando um vestido preto de Lois e que aparentemente tinha uma enorme mancha sobre ele, algo que ela não descobriu até que já estivesse saindo. E considerando que Lois era muito mais alta e menos, bem menos curvilínea do que ela, ela se sentia como um anão gordo no vestido, que também se mostrava decotado demais, com muita pele exposta na parte de trás. O fato de que Oliver não parecia incomodado de maneira alguma, pelo que ela pôde ver no entanto, operou maravilhas para fazê-la se sentir melhor sobre a noite.

Os olhos de Oliver percorreram seu corpo mais uma vez e ele se inclinou, colocando um beijo suave em sua clavícula. "Se não sairmos agora, não posso prometer que não vou fodê-la aqui", ele sussurrou, sua língua correndo para fora para provar a pele dela.

Lambendo os lábios, Chloe colocou as mãos nos ombros dele e empurrou-o para longe, enquanto tremia. “Se eu não estivesse esperando seus convidados começarem a sair a qualquer minuto, provavelmente a tempo de nos ver, eu não teria nenhum problema com isso.” Ela disse a sério, mantendo o olhar, seus olhos mais escuros do que o habitual.

“Então você provavelmente deve entrar no carro", ele murmurou.

“O que", Chloe disse, enganchando os dedos na calça dele e puxando-o para o lado com ela enquanto ela se virava para abrir a porta do carro, mais uma vez, "Você não vem?”

Ele sorriu. "Você quer que eu rasteje pelo seu colo?” ele provocou brincando, mergulhando a cabeça para beijá-la.

Ela beijou-o de volta e sorriu um pouco contra os lábios dele antes de se afastar. “Isso poderia tornar a condução mais difícil do que o habitual.”

“Exatamente." Ele piscou para ela e então se dirigiu para o lado do passageiro do carro dela.

Chloe entrou também e rapidamente ajeitou o vestido antes de olhar para ele e rir baixinho. “Tem certeza que não quer escolher entre as duas criaturas que se ofereceram para você? Esta é sua última chance.”

Ele se virou para olhar para ela mais uma vez, de alguma forma sentindo que precisava escolher suas palavras cuidadosamente. "Por que eu iria fazer isso quando tenho exatamente o que eu quero a menos de quatro passos de mim?" Ele levantou uma sobrancelha para ela, abrindo-lhe um sorriso e entrou no carro.

Ela sorriu suavemente e encolheu um ombro, ligando o carro. “Apenas para ter certeza, eu não gostaria de ficar no caminho de sua experiência.”

Ele olhou para ela com um sorriso suave, em seguida, estendeu a mão e pousou-a em seu pescoço. "Apenas dirija”.

“Sim, Sr. Queen", ela brincou, do estacionamento e rindo baixinho. Pelo menos a parte difícil da noite tinha acabado.

____

________________________________________________________________________

7 comentários:

  1. Esse foi bem mais leve... mas no lugar da Chloe, acho que não ia aguentar olhar as duas se atirando pra cima do Ollie...

    Fernanda

    ResponderExcluir
  2. Ah, fala sério, né?! Duas criaturinhas pinduradas em seu homem, se a Chloe não sentisse ciumes, então aí sim seria um problema... totalmente compreensivo.

    Agora, pessoal, será que teremos ao menos uma cena de ciumes do Oliver? Aguardando...

    GIL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, teremos, pode ficar tranquila... :D

      Excluir
  3. Pois é. Essa foi a mais levinha, apesar do ataque ser mais pesado no nosso Ollie.
    Mas não sei, eu prefiro me morder que demonstrar ciumes, entendo Chloe dar uma de que nem e só fazer pequenos comentários.

    Eu não lembro o que vem a seguir. Espero que seja o outro lado.

    ResponderExcluir
  4. opa, dessa vez foi mais light... e a chloe até provocou um pouco, olha só! [acho que ela tá se acostumando em sentir ciúmes do Ollie kkkkkkkkkkkkkkk]
    hum, também tô doida pra ver o Ollie com ciúmes dela, tenho a impressão de que será uma cena mais escandalosa que a primeira que ela fez. kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha... a reação dele será diferente com certeza... :D

      Excluir
  5. A Chloe pode até sentir ciúmes mais vezes, mas o Oliver fica muito mais sem noção com o ego ferido haushua

    ResponderExcluir

Google Analytics Alternative