5.11.12

A Variety of Hoods

Resumo: Chloe e Oliver discutem as várias encarnações de Robin Hood na TV e nos filmes.
Autora: the_bluesuede
Classificação: G
Categoria: Humor/Fluff



Em retrospecto, era surpreendente que não tenha sido Oliver a começar isto, Chloe pensou distraidamente, pegando seu bife. Essa situação toda tinha o nome dele escrito por toda parte, mas tinha sido sua culpa. Foi ela quem pediu.

Começou com o Netflix, na verdade. Alguns meses atrás Chloe estava procurando alguma coisa pra assistir tarde de uma noite, quando não tinha nada melhor pra fazer, e cruzou com uma série do Robin Hood na BBC. Oliver a encontrou em casa assistindo um bando de foras-da-lei correndo e atirando flechas ao redor, e a discussão começou.

"O que", ele perguntou lentamente, "você está assistindo?"

Ela olhou pra ele do sofá. "Adivinha."

Neste particular momento, a TV lhes deu a resposta na forma do Xerife de Nottingham, dando risada de Robin Hood.

"Isso não é Robin Hood", Oliver disse, sentando-se ao lado dela e roubando um pouco de sua pipoca. "Ele é muito esquelético."

Chloe deu risada, cutucando-o e recuperando a pipoca. "Tecnicamente, faz sentido ele ser pequeno, já que ele é um arqueiro. E afinal, por razões práticas, eles tinham que escolher caras pequenos pra fazer o Pequeno John maior em comparação, certo?"

"Isso não é desculpa. Ele nem parece musculoso."

Chloe lhe atirou um olhar e viu imediatamente que ele estava só enchendo. Ele já estava completamente absorvido, olhos grudados na tela.

"Isto é um filme?" ele perguntou.

"Não, é uma série de TV britânica. E pessoalmente, eu acho que ele é bem atraente", ela acrescentou casualmente, sabendo que ia provocá-lo.

Ele olhou pra ela pelo canto do olho. "Você só pode estar brincando."

Chloe balançou a cabeça, suprimindo um risinho e mantendo os olhos grudados na tela. "Eu estou falando sério. Eu acho ele bonitinho."

Oliver estreitou os olhos e voltou-se para a tela onde Robin estava sorrindo por algum motivo. "Ele tem os dentes tortos!" Oliver exclamou. "Qual é!"

Chloe deu risada, jogando pipoca nele. "Escuta, pra começar, a maior parte dos britânicos não pode consertar os dentes porque o plano de saúde não cobre. Segundo, isso é provavelmente uma verdade histórica, porque eles definitivamente não tinham aparelhos na época das cruzadas. Agora fica quieto, estou tentando assistir."

Ele começou a dizer outra coisa, mas ela lhe deu um olhar feio. Acidamente, ele cruzou os braços e se afundou no sofá mais confortavelmente.

Minutos depois, no entanto, ele estava bufando e resmungando. "Verdade histórica o caramba."

Chloe revirou os olhos. "O que foi agora?"

"Ele está usando um arco Hunnish. Um moderno. E tem uma borracha no solado das botas dele. E o colar da camisa foi claramente costurado à maquina."

Ignorando os erros sobre a roupa, que ela mesma já tinha percebido, Chloe questionou a primeira declaração. "Que tipo de arco? Eu achei que eles chamavam de arco Saracen."

"Hunnish. Eles disseram que era Saracen?" ele bufou novamente.

Ela lhe deu um olhar divertido. "Bem, não é como se alguém mais além de você fosse saber disso, e eu tenho certeza que pelo menos esse engana bem. De qualquer forma, eu acho que alguns desses anacronismos são de propósito. Especialmente o vestuário. E eles nem sempre falam com as pessoas daquela época afinal."

"Por que ele teria um arco Saracen, afinal?" Oliver a ignorou. "Ele é inglês."

"Porque ele acabou de voltar das Cruzadas, e aprendeu a respeitar a cultura Saracen lá. E ele disse que o arco Saracen-"

"Hunnish."

"-era menor pra carregar por aí."

"Quem é aquela?" Oliver perguntou, não prestando nenhuma atenção ao que ela dizia.

"Aquela é Marian."

"Aquela é Marian?"

"Algum problema?"

"Aquela não é Marian."

"Aquele não é o Robin Hood. Aquela não é Donzela Marian", Chloe o repetiu com outro revirar de olhos. "Qual o problema com Lucy Griffiths?" ela perguntou.

"Ela é muito... Eu não sei. Eu não gosto dela."

"Ela só está na tela há dois segundos."

"E ela está vestindo calça! Donzela Marian não usa calça! É a Inglaterra medieval!" ele disse.

"Agora você está sendo infantil. Já discutimos que o vestuário não é muito acurado. Mas mesmo assim eu gosto."

"Eu só acho que Donzela Marian tinha que ser diferente", ele disse.

"Eu gosto dela."

"Sim, bem, você também gosta do Sr. Dentes Tortos, então não é nenhuma surpresa."

Chloe deu risada. "O dente dele não é assim tão torto. Não podemos ter sempre sorrisos de um bilhão de dólares, e isso dá a ele um ar de garoto, e é realmente uma gracinha."

"Eu não acredito que você acha ele atraente."

"Ele tem caris-espera." Chloe parou e olhou pra ele. "Você está com ciúmes?"

"O quê?" ele perguntou, olhando como se ela fosse louca.

"Oh meu Deus!" ela disse animada. "Você está com ciúmes de um personagem fictício!"

"Eu não estou. Eu só não escolheria este ator."

"Você está completamente com ciúmes", ela sorriu, não engolindo a explicação dele. "E quem você teria escolhido? Você mesmo?"

"Bem, alguém mais parecido comigo, eu acho", Oliver disse, desinteressadamente.

"Você é absurdo", Chloe disse, cutucando seu peito.

Ele segurou a mão dela e a puxou para seu colo. "Eu não sou absurdo, eu só gosto dos meus herois corretamente representados."

Ela correu o nariz contra o dele. "Mas eu gosto desta representação."

E agora, lá estavam eles, meses depois, assistindo o enésimo filme do Robin Hood e discutindo ao invés de desfrutar a comida chinesa.

"Russel Crowe é um ótimo Robin Hood", Chloe teimou.

"Ele é ok. Pelo menos... é muito bom, mas a história toda é um erro. Quer dizer, primeiro, eles mataram o verdadeiro Robin de Loxley. Que porcaria é essa de 'Longstride'? É como se ele nem fosse o Robin real, só um impostor."

"Sem falar que o Príncipe John está completamente esquisito. E Donzela Marian nem é uma 'donzela'. Ela é viúva." Chloe concedeu com um suspiro, dando uma mordida em sua carne.

"Esquisito é o mínimo", Oliver grunhiu. "Eu achei que eles iam para uma tormenta e tudo se resolveu muito rápido. É como se ele nem soubesse o que quer, muito menos se está ou não tentando ser mal. E eu não posso acreditar  que eles mataram o Rei Ricardo!" ele acrescentou pela vigésima vez. "Quer dizer, isso é muito errado. Por que você mataria o Rei Ricardo? A razão toda da existência do Robin Hood é que ele é leal a Ricardo até Ricardo voltar pra casa e arrumar o reino. Eu preferia assistir aquela série da BBC de novo. Pelo menos a história fazia mais sentido."

"Diabos, até Homens em Meia-Calça seguiram melhor a história", Chloe concordou. "E mais, eu amei ver Patrick Stewart como Rei Ricardo. Foi maravilhoso. Mas", ela acrescentou, de novo. "Eu ainda gosto do Russel Crowe."

"Você gostaria do Russel Crowe independente do papel que ele estivesse fazendo", Oliver zombou, roubando um pouco da comida dela.

"Ei!" ela protestou. "E isso não é verdade."

Oliver deu risada. "Claro que não. Mas enfim, Kevin Costner ainda foi o melhor Príncipe dos Ladrões."

"Aha. Errol Flynn foi o melhor", ela contrapôs como fez durante cada filme.

"Ok, embora eu admitidamente goste de Olivia de Havilland como a melhor Donzela Marian, Errol Flynn se pavoneia demais como Robin Hood. E ele usa meia-calça. Robin Hood não usaria meia-calça."

"Do mesmo jeito que você não usa meia-calça?" ela disse timidamente, dando um risinho.

"Não começa com isso de novo", ele avisou.

Ela deu de ombros, pegando comida do prato dele. "Mas enfim, os dois filmes tiveram atores melhores como vilões."

"Definitivamente. Alan Rickman como o Xerife de Nottingham? Genial."

"Não esqueça de Basil Rathbone como o Cara de Gisbourne." Ela suspirou sonhadoramente. "Oh, Basil."

Ele bufou e cutucou sua lateral. "Nada de babar pelos vilões. Já discutimos isso."

Ela mostrou a língua. "Ei, ou você me deixa babar pelos vilões ou lidamos com o complexo ciumento que você tem com todas as encarnações de Robin Hood."

"Eu não tenho ciúmes."

"Se você diz."

"Não tenho."

"Eu disse que achava Errol Flynn bonito e você criticou o filme todo. E eu ainda mantenho que a única razão pra você amar Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões tanto é porque eu disse que eu não entendo o que as mulheres veem no Kevin Costner."

"Eu só - o quê? O que é isso?" ele disse, atenção de repente voltando para o filme que estava terminando. "Eles estão todos vivendo na floresta? O que é isso?"

Chloe ergueu uma sobrancelha enquanto ouvia o monólogo final. O filme já tinha terminado e eles ainda estavam em silêncio chocados antes de Oliver finalmente dizer de novo.

"O QUÊ?"

"Eu... Eu não tenho certeza."

"Eles estão todos vivendo na floresta e cantando canções do Barney sobre compartilhar!" ele exigiu. "Sim, porque a sociedade inglesa definitivamente teria progredido desse jeito."

Chloe pegou a caixa para olhar os créditos. "Eu me pergunto se o escritor era comunista", ela acrescentou distraidamente.

"Eles não podem todos viver na floresta! É idiota!" ele continuou, ainda em choque.

"Eu acho que é isso o que acontece quando se mata o Rei Ricardo Coração de Leão."

"O que não é uma verdade histórica", Oliver resmungou. De novo. "Porque ele definitivamente voltou das Cruzadas."

"Eu não gostei desse filme", Chloe disse.

"Nem eu."

"Eu ainda acho que Errol Flynn é o melhor Robin Hood."

"E eu gosto do Costner. Qual é o próximo da lista?"

Chloe pegou o laptop e checou, então deu uma risadinha. "Você vai gostar."

"Qual é?" ele perguntou, pegando sua comida de volta agora que ela estava distraída.

"Você vai ver."

"O quê? Que versão é?" ele perguntou.

"O desenho animado da Disney", ela sorriu.

Oliver revirou os olhos. "Nem começa a falar de verdade histórica neste aí."

Chloe deu risada. "É um monte de animais falantes! Claro que é historicamente incorreto! Pelo menos é bom!"

Ele refletiu. "Verdade."

_____________________________________________________________

8 comentários:

  1. Momentos roubados, muito divertido!

    ResponderExcluir
  2. Também adoro esses momentos roubados...

    ResponderExcluir
  3. Super divertido... adoreeeii!! =DDD

    GIL

    ResponderExcluir
  4. Cuuuuuute!!!
    Só pra registro Kevin Costner é meu preferido! rsrsrs
    E fiquei curiosa, será que essa série da BBC existe??


    PS: Uau!!O blog tá lindo, nem acho que pode mais ser chamado de blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu também... de longe... :D

      Não sei se é, seria bem interessante...

      Que bom que gostou do novo visual, Roberta... :D

      Excluir

Google Analytics Alternative