21.3.12

Beauty In The Breakdown VIII - Living Life (parte 2)

TítuloVivendo A Vida
Resumo da série: Com Oliver ao seu lado, Chloe aprende a se libertar, encontrar a paz e se apaixonar.
Resumo da história: Como tudo mais no relacionamento de Chloe e Oliver, o próximo passo não é nada convencional.
Autorababydee1
Classificação: NC-17
Bannersanaazzy

Histórias anteriores:
Beauty In The Breakdown V - Feeling Good
Beauty In The Breakdown VI - Private Chats
Beauty In The Breakdown VII - Sacred Words

Beauty In The Breakdown VIII - Living Life: parte 1




Chloe parou a mão no meio do caminho quando Oliver proferiu aquelas três palavras. O mingau que estava a caminho de sua boca caiu da colher e voltou para a tigela com um suave barulho.

"O quê?" ela arfou, olhos arregalados em incredulidade.

"Vamos nos casar."

"Você está falando sério, não está?" ela sussurrou.

Ele assentiu. "Sim."

"Casar?" ela repetiu. "Hoje?"

"Bem, é ao que leva um noivado, então sim", ele deu um risinho. "E estamos na Flórida. E não tenho outros planos para o resto do dia..."

Ela engoliu em seco. "E se eu não tivesse vindo pra cá?" ela perguntou, estreitando os olhos. "O que você ia fazer então?"

"Eu estaria voltando pra você", ele disse, seus olhos castanhos muito sinceros.

Chloe levantou a cabeça como se estivesse fazendo uma séria reflexão. "Bem... nós estamos noivos", ela disse pensativa. "E nos amamos..."

"Exatamente", ele finalizou. "Então... o que você me diz?"

Ela franziu a testa e bateu a colher na beira da tigela, não de nervosismo, ele notou com alívio. Mas definitivamente perdida em pensamentos.

O que ela prontamente confirmou. "Bem... eu preciso pensar", finalmente disse, e ele sentiu o rosto entristecer.

"Por quê?" ele inquiriu, impassível. "O que está te impedindo?"

"Hum... decoro?" ela tentou, e Oliver bufou.

"Desde quando decoro foi alguma vez parte de nosso relacionamento maluco?" ele desafiou.

"Eu, hum..." ela parou e piscou rapidamente. "Nós... wow... Oliver, você sabe que eu te amo... mas eu não quero que apressemos nada. Não deveríamos, talvez... conversar um pouco mais sobre isso, ou algo assim?"

"O que mais temos pra conversar?" ele disse, abrindo os braços. "Nós nos amamos. Pode ser que não tenhamos dito em voz alta antes da noite passada, mas somos inseparáveis desde que começamos nosso relacionamento."

"Eu concordo", ela admitiu. "Mas... quer dizer, você não deveria escrever um acordo pré-nupcial primeiro, ou alguma outra coisa?"

"Eu não quero um, nem preciso", ele disse confiante. "Eu sei que não é por isso que você está comigo."

As palavras dele fizeram seus olhos se encherem de emoção. "Para o mundo significa que você confia em mim, Ollie", ela disse baixinho. "Eu jamais te darei motivos para duvidar."

"Então está decidido?" ele disse esperançoso. "Nos casamos esta tarde?"

Ela mordeu o lábio inferior e suspirou exasperada.

"Você quer conversar sobre isso?" ele perguntou, sua voz resignada. "Ok, vamos conversar."

Ele pegou a cadeira e colocou de frente pra ela, então virou a cadeira dela de frente pra ele. Ele se sentou e pegou as mãos dela nas dele.

"Certo, perguntas e respostas rápidas", ele começou. "Você quer dormir com outra pessoa?"

Ela sorriu. "Não."

"Você quer que eu durma com outra pessoa?"

O sorriso desapareceu. "Claro que não!"

Ele sorriu. "Nós nos amamos?"

E o sorriso voltou. "Sem dúvida."

"Nos divertimos juntos?"

O rosto dela se iluminou ainda mais. "Como loucos."

"Você consegue ao menos imaginar ter esse relacionamento com outra pessoa que não eu?"

Ela balançou a cabeça. "De jeito nenhum."

"Você diz que estamos apressando as coisas, mas há quanto tempo realmente nos conhecemos?"

Ela ponderou. "Há um tempo", ela percebeu. "Quase quatro anos, parando pra pensar."

"Já vimos o pior um do outro?"

"Oh Deus, sim."

"Tem alguma coisa da qual podemos ainda sentir vergonha um do outro?"

"Não mais", ela disse. "Quer dizer, já ouvimos um ao outro peidando."

Ele assentiu. "Verdade. E mais, eu compro seus absorventes..."

"Eu massageio seus pés rachados..."

"Eu massageio sua barriga quando você tem cólicas..."

"Eu dou nós nas suas gravatas..."

"E muito bem, devo acrescentar, obrigado. E estamos transando há meses agora... seis meses, certo?"

Ela assentiu sonhadoramente. "Seis maravilhosos meses..."

"Mmm, sexo maravilhoso", ele murmurou enquanto sua mente divagava.

"Sexo maravilhoso e depravado..."

"Sexo até em local público", ele esclareceu.

"Sexo maravilhoso, depravado e em local público", ela brincou. "Wow... Realmente somos uma coisa."

"Meus sentimentos exatamente", ele confirmou. "Então, pra resumir, você e eu nos amamos e temos sexo maravilhoso um com o outro, sim?"

Ela assentiu. "Basicamente."

"E nenhum de nós quer ter esse sexo maravilhoso e depravado com outra pessoa."

"Nunca com outra pessoa", ela disse enfaticamente.

"Então por que você está hesitando?" ele perguntou com os braços cruzados e ela coçou a cabeça e franziu a testa.

"Eu não sei", ela disse em honesta conclusão. "Boa pergunta. Por que eu estou hesitando?"

"Eu te digo porque", ele disse, e cutucou a testa dela com uma expressão emburrada. "Você está pensando demais de novo. Você acha que devemos esperar porque é a coisa mais convencional a fazer. Mas você e eu... Chloe, nunca fomos convencionais, fomos? Mesmo antes de ficarmos juntos nunca fomos convencionais."

Um lento sorriso puxou os lábios dela. "Não. Nunca."

"Agora, você entende porque eu estou sempre dizendo pra você parar de pensar?"

Ela assentiu. "Sim."

"E você acha que é mais feliz quando leva a vida menos a sério?"

"Mmm-hmm."

"E você concorda que o sucesso do nosso relacionamento está baseado em---"

"Posso fazer uma pergunta?" ela interrompeu. "Só você está falando, Ollie, mas agora eu tenho uma coisa pra te perguntar."

Ele piscou. "Er... claro. Pergunta."

"Obrigada. Por que diabos estamos aqui conversando quando temos um casamento pra planejar?"

***

O coração dele parou de bater por um segundo com as palavras dela. Então ele se levantou tão rápido que a cadeira caiu pra trás.

"Temos?" ele perguntou, seu rosto se iluminando com esperança.

Ela sorriu. "Temos. Eu me caso com você, senhor. Hoje."

"Hoje?" ele repetiu.

Ela deu de ombros. "É um dia tão bom quanto qualquer outro", ela disse com um sorriso confiante. "E você está certo, não temos razão para esperar. Nos amamos e sabemos o que queremos. Fim da história."

Oliver ficou de joelhos na frente dela e segurou seu rosto nas mãos.

"Tem certeza?" ele perguntou e procurou qualquer sinal de hesitação nos olhos dela. Mas ela simplesmente sorriu e proferiu uma palavra.

"Absolutamente."

"Sim!" ele arfou, suspirando aliviado. Ele pressionou os lábios nos dela e a beijou tão profundamente que ela podia literalmente senti-lo colocando todo seu amor ali.

"Eu te amo, mulher", ele sussurrou contra os lábios dela.

"Eu também te amo", ela respondeu com um sorriso tímido. "E só pra constar, você teria sido um excelente advogado. Você perdeu seu chamado, Oliver Queen."

Ele sorriu. "Eu sei que usei um argumento muito persuasivo, mas... o que te convenceu?" ele perguntou e ela deu de ombros.

"Tudo, de verdade, mas o argumento mais convincente foi o do sexo", ela declarou. "Se nada mais tivesse me convencido, esse teria!"

Oliver deu risada e a pegou no colo, carregando-a de volta pra dentro. "Neste caso, eu preciso fazer uma ligação muito importante antes que você mude de ideia." Ele a colocou no chão e pegou o telefone.

"Ollie?" ela disse enquanto ele discava. Ele levantou a cabeça e ergueu uma sobrancelha pra ela.

"Eu não vou mudar de ideia", ela disse. Um lento sorriso se espalhando pelo rosto dele enquanto levava o telefone ao ouvido.

"Alô? O gerente, por favor... Oi Mario, aqui é Oliver Queen. Escuta, eu vou me casar esta tarde, e gostaria de fazer uma pequena cerimônia... sim... sim... isso mesmo. Absolutamente, obrigado. Te vejo em uma hora."

"O que ele disse?" ela perguntou quando ele desligou o telefone.

"Ele disse que vai preparar tudo", ele respondeu, caminhando até ela e pegando-a no colo. Ela gritou e se agarrou a ele, passando as pernas ao redor de sua cintura.

"Vamos nos casar", ele murmurou em seu ouvido, as palavras mandando um arrepio de prazer por todo o corpo dela.

"Deus, eu amo quando você diz isso", ela gemeu, passando os braços ao redor do pescoço dele e mordiscando o lóbulo de sua orelha. Oliver estremeceu e ela mordiscou a pele sensível do lado de seu pescoço, traçando sua orelha com a língua.

"Aposto que você quer que eu diga de novo, huh?" ele deu risada enquanto tirava o roupão dos ombros dela.

"Você me conhece tão bem", ele sussurrou com um sorriso enquanto ela inclinava a cabeça na direção do quarto. "E você, er... é melhor nos levar para o quarto enquanto ainda consegue."

___________
Continua...

______________________________________________________________________________

13 comentários:

  1. Eles vão se CASAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    :DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD



    Edicleia

    ResponderExcluir
  2. Vai ter casamentooooooooooooooooooooooooooooooo \o/ todos comemora \o/
    Ele massageia a barriga dela quando ela está com cólica.
    Quer motivo mais forte? hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa de mais nada, né? rs...

      Excluir
  3. Essa estória é tão fofa. awwwwwww... eles vão se casar. Perfeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. \o/ Pois é, vão se casar, mas acho que no próximo capítulo rola uma comemoração antecipada do casamento, rs... pelo menos eu estou com os dedos cruzados... rs...

      Excluir
  4. Casamentoooooooo Chlollie!! \o/

    GIL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :D

      \o/

      Tomara que a Dee poste a continuação logo, né? Curiosa pra ver esse casamento...

      Excluir
    2. Hi Sofia! Of course I will continue soon, I just need to edit Chapter 3. If I have extra time today, I will do my best to get it posted tonight. Thank you for being patient with me, and thank you so much for all your hard work.

      Thanks, everyone, for all your very encouraging comments! I really appreciate it! *hugs* :-)

      Excluir
    3. Hi, Dee... Thanks for visiting our blog... :D

      Yes, I know you will, you never abandon us, we're just excited and anxious to see the marriage, because nothing could better than a Chlollie marriage, right? :D

      YAY, I hope you can edit soon, so we can delight ourselves, and just for you to know, translate your stories is a pleasure, never a hard work, really...

      Thank YOU!!!!!

      Excluir
    4. Its a pleasure, and next chapter is ready now! :-)

      Excluir
    5. Babydee, você é a MELHOR!!!! Nós é que agradecemos a gentileza de compartilhar conosco essas histórias maravilhosas...

      Excluir
    6. uhuhuhuhuh :DDDDDDDD

      Off to read... :DDD

      Excluir

Google Analytics Alternative