21.12.11

Feeling A Little Green For Christmas

Especial: ChlollieChristmas
Título: Sentindo-se Um Pouco EnjoadaNo Natal
Resumo: Chloe se sente mal quando ela e Oliver tentam decorar a primeira árvore de Natal deles.
Autora: calie15
Classificação: PG




Chloe suspirou, inclinando-se sobre o carrinho onde estava com os braços cruzados, e gemeu. Uma mão tocou suas costas e ela suspirou de novo percebendo a preocupação. Não ajudava, mas algumas vezes era legal saber que alguém se importava.

"Você está bem?"

"Sim", ela disse suavemente e arfou. Erguendo a cabeça, Chloe se virou de lado e tentou seu melhor sorriso. "Eu estou bem." Percebendo a caixa nas mãos dele, ela acenou com a cabeça. "O que é isso?" A preocupação nos olhos dele sumiu e ele olhou pra baixo.

"Enfeites em forma de doces."

Olhando para a caixa que Oliver segurava, Chloe sorriu. Era um conjunto de quatro enfeites em forma de vários tipos de doces. "Fofo, eu gosto deles. Me lembram os antigos enfeites que tínhamos quando eu era criança."

"Sim, foi o que eu pensei." Colocando a caixa no carrinho, ele apontou para o corredor de onde tinha vindo. "Tem mais lá." Olhando para o carrinho, Oliver começou de novo. "Quer que eu empurre?"

"Não, tudo bem." Virando o carrinho, Chloe empurrou na direção do corredor, fazendo o melhor para não parecer que estava usando o carrinho como apoio. "Oh Ollie, que lindos, são sinos. Uma caixa inteira deles." Sem falar nada ele parou e pegou a caixa, balançando, emitindo uma série de sons e então jogando-os no carrinho. "Eu também queria uma coisa especial. Alguma coisa que tivesse o ano gravado." Ela comentou. "Talvez pudéssemos comprar um todo ano."

"Sim..." Encontrando um conjunto de bonecos de neve ele os pegou e mostrou pra ela. Quando ela assentiu ele os colocou no carrinho em cima dos enfeites em forma de doces.

Seu estômago revirou de novo e ela mordeu o lábio. Enquanto caminhavam até o corredor seguinte ela respondeu com acenos de cabeça, com medo de falar e perder a pouca comida que tinha ingerido no jantar. Eles estavam de volta ao corredor principal e ela estava segurando a barra fria do carrinho, abaixando a cabeça, feliz que Oliver estivesse procurando luzes pisca-pisca. Então seu estômago revirou, sua boca se encheu de água, a garganta fechou, um pouco de suor em sua testa e pescoço. "Eu-eu tenho que ir." Afastando-se fracamente do carrinho, Chloe colocou a mão sobre o estômago. Enquanto ela corria um cheiro de comida passou por ela, vindo de uma pequena loja, e ela quase sufocou, levando a outra mão aos lábios. Com passos rápidos ela encontrou o banheiro, abrindo a porta com força.

Mal conseguindo chegar e já se inclinando sobre o vaso, tudo que ela tinha conseguido manter no estômago o dia inteiro voltou. Engasgando, Chloe rezou pra que não tivesse mais ninguém no banheiro.

Minutos depois, depois de lavar a boca e enxugar o rosto com uma toalha de papel, e tentando acalmar a respiração, Chloe saiu do banheiro devagar, dando passos lentos e curtos, seu corpo já exausto e exigindo descanso.

Ao sair do banheiro ela encontrou Oliver à sua direita, recostado na parede adjacente ao banheiro, braços cruzados sobre o peito, o carrinho perto dele. A preocupação em seus olhos era evidente, mas ela não precisava falar nada. "Podemos ir pra casa?"

"Você está bem?" Ele perguntou, correndo os olhos sobre ela. O que normalmente era um olhar concentrado, firme e determinado, estava levemente cansado e quase fechando.

"Vamos só pagar." Ela esperava que seu tom de voz não soasse irritado com ele, porque naquele momento Chloe não podia imaginar em fazer mais nada além de se deitar.

~~~~~~~~~~~~

Quase dez minutos depois eles estavam no carro. Ela tinha deitado um pouco o assento e fechou os olhos, suspirando satisfeita. "Desculpe, sei que íamos decorar a árvore hoje." Uma mão se fechou sobre a dela, dedos se entrelaçando nos dela. Ao toque, ela abriu os olhos e olhou pra ele.

"Chloe, a árvore não vai a lugar nenhum. Decoramos depois. Eu acho melhor te colocar direto na cama."

Com um suspiro agradecido ela fechou os olhos de novo. "Eu estou tão cansada, odeio essa sensação." Lágrimas de frustração queimaram em seus olhos. Era o primeiro Natal deles juntos de verdade, da família que formavam. Os dois Natais anteriores tinham passado juntos, mas tinham consistido nela e Oliver voando até algum lugar remoto e não sentados na casa dele decorando uma árvore.

"Eu sei", Oliver disse e levou a mão dela até os lábios, beijando-a. "Eu sinto muito."

"Me diz de novo que isso vai valer à pena."

Oliver sorriu e olhou para Chloe enquanto dirigia. "Daqui a sete meses você vai ver por si mesma o que causou todo esse problema. E daqui a um ano você vai querer decorar a árvore de Natal para o bebê."

Chloe sorriu ao pensamento. "Anjos feitos de papel, biscoitos como enfeites, enfeites com uma foto de cada ano."

Ao pensamento Oliver deu risada, imaginando a árvore com vários enfeites infantis.

"Árvores caras e completamente decoradas... que graça tem?"

Silenciosamente, Oliver concordou. Ele preferia muito mais uma árvore contando uma história de cada ano da sua vida, da vida de Chloe e da vida do filho deles. Olhando pra ela, ele percebeu a pequena protuberância na barriga dela. Não evidente ainda, como ela pontuava continuamente, deixando claro que ela só parecia gorda, não grávida. No entanto, não importava, Oliver sabia o que estava ali, crescendo dentro dela. "Eu amo você", ele disse de repente.

Abrindo os olhos cansadamente, Chloe o encontrou olhando pra ela. Ela sorriu sonolenta. "Eu também amo você."


_________________________________________________________________

4 comentários:

  1. Awwww... gostei demais!!!! Essas fics de Natal estão uma delícia, meninas, parabéns pela escolha!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Ah, gostei... bem dia-a-dia de uma mulher grávida e o Ollie é um fofo... adorei esse recorte da vida de casados do casal mais perfeito EVER!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Cute até não poder mais *-*

    ResponderExcluir
  4. Estão maravilhosas mesmo...

    GIL

    ResponderExcluir

Google Analytics Alternative