15.5.13

Tease (2/3)

Título: Provocação
Resumo: Chloe e Oliver trocam trabalho por prazer enquanto conversam através dos comunicadores.
Autora: the_bluesuede
Classificação: R
Categoria: Humor/Romance
Anterior: 01
Tradução: Paula

Oliver estava realmente abusando da sorte, Chloe pensou com tristeza. Sim, ela tinha acordado para encontrá-lo deitado, com os braços em volta dela naquela manhã, mas isso não significava que ele poderia escapar com esse tipo de coisa.

Ela havia sido acordada pela súbita percepção de que a equipe viria para um almoço a fim de discutir o que Oliver tinha encontrado no dia anterior, e que eles iam começar a chegar muito em breve.

Estava sendo complicado se soltar dos braços de Oliver sem acordá-lo. Ela não havia conseguido totalmente, porque ele acordou apenas o suficiente para puxá-la de forma desorientada de volta para seu peito, acariciando a parte baixa de suas costas e enterrando o rosto em seu cabelo.

"Ollie", ela sussurrou.

Ele deu um grunhido evasivo.

"Ollie", ela repetiu, remexendo em uma tentativa de se libertar. Ela estava determinada a se vestir antes de acordá-lo. Inseguranças pessoais a obrigavam.

Ela notou sua respiração se aprofundando e percebeu que ele já tinha voltado a dormir. Com um rolar de olhos, ela tentou mais uma vez  e se contorceu tentando se libertar. Finalmente, uma ideia lhe ocorreu. Ela beijou o pescoço dele sedutoramente, percebendo que estava funcionando quando o aperto dele ao seu redor afrouxou ligeiramente. Ela beijou sua mandíbula e eventualmente, sua boca, com sucesso rolando-o de costas enquanto o fazia, até o ponto onde ela foi capaz de deslizar facilmente de perto dele e sair da cama, causando-lhe um gemido frustrado, mas muito sonolento.

Chloe não estava realmente certa do que estava acontecendo, mas ela também sabia que eles não teriam tempo para cuidar disso antes que o resto da equipe chegasse. Então ela vasculhou em sua gaveta de roupas, tirando algo confortável, mas ainda adequado para o trabalho... Ela estava um pouco dolorida. Em seguida, ela acordou Oliver, atirando um novo conjunto de roupas para ele (toda a equipe tinha um estoque de roupas na Watchtower apenas para o caso de alguma estar suja de sangue).

Com um salto ele acordou completamente, segurando as roupas como se elas o tivessem atacado. Então, olhou em volta, suas memórias aparentemente voltando quando viu Chloe se inclinando para calçar os sapatos.

Ele engoliu em seco.

"O que você está fazendo?" ele perguntou cauteloso.

"A reunião da equipe, lembra?" foi tudo o que ela disse.

Xingando silenciosamente enquanto a memória retornava, Oliver saiu da cama e começou a se vestir, vagamente se perguntando o que significava o fato de Chloe não ter olhado para ele nenhuma vez. Ela estava colocando os brincos e uma vez que tinha vestido as calças ele andou até ela, beijando seu pescoço.

"Bom dia", disse ele, na tentativa proposital de apontar que ele tinha ficado a noite toda.

Chloe corou e murmurou algo que mal deu para entender sobre café antes de se desculpar e rapidamente sair do quarto.

Agora, cerca de 20 minutos depois que a equipe tinha chegado e prudentemente assumido que Oliver havia chegado um pouco mais cedo, Chloe estava pronta para estrangular Oliver.

Desde quando ele era tão inapropriado? Ela imaginou irritada, discretamente golpeando a mão dele debaixo da mesa, pela milionésima vez.

Primeiro, ele tinha tocado em seu braço e logo depois estava esfregando-o. Em seguida, ele a rodeou roçando suas mãos sobre a mesa, supostamente por acidente. Ele intensificou as coisas lentamente, porém, dando um beliscão em sua bunda quando ninguém estava olhando, batendo pernas com ela debaixo da mesa, e finalmente, o problema atual: a mão descansando em seu joelho.

Ela não parava de olhar para ele, na tentativa de descobrir qual era o seu jogo, mas seu rosto estava completamente ilegível, e ele parecia estar prestando perfeita atenção ao que estava sendo discutido, até mesmo rindo das piadas que estavam sendo feitas, o que significa que ele realmente estava ouvindo, não apenas aparentando ouvir.

Chloe não estava tendo um momento muito fácil. Ela já tinha tirado a mão dele de sua perna três vezes, e desta vez, ele a plantou ali com mais firmeza. Os negócios do dia foram oficialmente encerrados enquanto todo mundo apenas relaxava conversando e comia a pizza que Bart tinha levado.

Ela decidiu ignorá-lo temporariamente, pensando que se não reagisse poderia desencorajá-lo, mas quando ela deu uma mordida de pizza, ele apertou propositalmente seu joelho, fazendo-a engasgar com a mordida e atrair todos os olhares para si enquanto corava furiosamente, sentindo a mão dele deslizar suavemente para cima sobre sua perna, roçando levemente a saia para o lado para expor mais de sua pele.

Ela usou todo o autocontrole que não tinha para encará-lo, levantando-se bruscamente para pegar um copo de água, só para descobrir que Bart já estava lhe oferecendo um. Ela aceitou com um sorriso forçado, apenas se sentando novamente. Silenciosamente, ela amaldiçoou as boas intenções de Bart quando a mão de Oliver deslizou de volta em sua perna. Ela olhou para ele com o canto do olho, e o pegou lutando contra um sorriso.

Então é assim que vai ser não é? Ela pensou. Bem, dois podem jogar este jogo.

Ela começou devagar, imaginando que ele não cairia imediatamente. Ela se abanou, fingindo estar um pouco quente, sabendo que ele iria pensar que fosse apenas por obra sua, até que, naturalmente ela desabotoou um botão da blusa.

Ela se esticou graciosamente, dando-lhe uma bela vista de sua silhueta antes de se levantar para limpar o lixo da mesa. Ela deixou cair um guardanapo de propósito, curvando-se ao nível da cintura para pegá-lo, o tempo todo dando a ele uma visão muito meticulosa para dentro de sua blusa.

Quando tornou a se sentar, ela estrategicamente cruzou as pernas, deixando sua saia subir para dar-lhe uma bela vista de suas coxas. Ela notou com um sorriso que a mão dele não descansou em seu joelho novamente.

Então, ela roçou seu pé contra a perna dele, fazendo-o se mexer desconfortavelmente. Ela estendeu a mão sobre ele para pegar a caneta, que rolou para o outro lado da mesa, e enquanto isso arrastou sua cadeira para perto dele.

Ele parecia estar planejando uma nova retaliação, a mão em sua coxa arranhando sedutoramente. Um olhar perverso brilhou em seus olhos que ninguém além de Oliver pode ver quando Chloe decidiu desafiá-lo. Em vez de bater na mão dele, afastando-a como tinha feito antes, ela a pegou e segurou contra si, arrastando-a mais e mais por sua perna até que ele precisou retirá-la para afrouxar um pouco o colarinho.

Ela se perguntou vagamente quanto tempo os outros levariam para sair de novo. Ela sabia que ao menos AC tinha outro lugar para estar, e Bart e Victor estiveram falando sobre ir ao México comer alguns tacos, mas não deixaram claro quando sairiam para fazer isso. Ela escolheu fazer Oliver decidir. Ele tinha vencido uma rodada, fazendo-a engasgar com a pizza, mas agora estava claro que ela vencera a segunda rodada.

Era hora da terceira rodada. Chloe esperou alguns minutos, atraindo-o para uma falsa sensação de segurança antes de deslizar a mão no bolso dele, seus dedos massageando sugestivamente perto.

Oliver caiu de sua cadeira e Chloe teve que morder o riso, usando a desculpa para tirar a mão dele antes que alguém pudesse notar.

Os rapazes olharam para Oliver, surpresos.

"Desculpe", ele disse, a garganta apertada. "Perdi o equilíbrio." Ele se levantou e se limpou. "Que horas são, a propósito?" ele perguntou incisivamente.

"É realmente hora de eu ir embora", AC disse, se levantando. "São quase três.”.
Bart e Victor olharam um para o outro.

"Com fome?" Eles perguntaram uns aos outros.

"Vocês querem alguma coisa?" Bart perguntou a Chloe e Oliver. "Vou trazer o que você quiser, 'licious", ele ofereceu numa voz cantante.

Chloe riu. "Está tudo bem. Por que vocês dois não desfrutam da praia lá em baixo? Eu tenho que colocar alguns arquivos em ordem e oito fatias de pizza é mais do que suficiente para mim." Ela sorriu, fazendo referência ao metabolismo acelerado de Bart. Ela só tinha comido duas fatias.

Ele deu de ombros. "Faça como quiser." E desapareceu, levando Vic com ele.

Chloe se inclinou para trás presunçosamente olhando para Oliver.

"Você está encrencada", foi tudo o que Oliver pode dizer, balançando a cabeça para ela.

"Você que começou isso", ela se jogou para trás divertidamente. "Não brinque com fogo, Arqueiro".

Ele revirou os olhos, caminhando até ela e prendendo-a na cadeira, inclinando-se para perto. "Está dizendo que eu fui queimado, Sidekick? Porque, pessoalmente, eu não penso assim.”

Chloe se afastou nervosa, não deixando que ele a beijasse.

Ele baixou a cabeça, exasperado. "Foi o que eu pensei.”

Chloe limpou a garganta desconfortavelmente, desejando que ele a deixasse sair da cadeira.

"Tudo bem", ele disse com um suspiro. "Vamos ouvir".

Chloe franziu a testa. “Ouvir o que?”

Ele se afastou da cadeira, encostando-se a parede e a encarou, cruzando os braços. “Vamos ouvir o sermão que você aprontou sobre como nós não sabíamos o que estávamos fazendo e como isso foi um erro. Devemos fingir que nunca aconteceu. Você sabe, os discursos completamente absurdos que você esteve cuidadosamente preparando para poder me afastar e nunca mais falar sobre isso novamente, porque você está com medo de admitir que você está..." ele procurou furiosamente a palavra correta. "Apavorada ".

Chloe olhou para ele. Ela abriu e fechou a boca duas vezes. Então, com um suspiro exausto ela apoiou a cabeça na mão, apoiando o cotovelo na mesa. "Sim, eu acho que é sobre me esconder", ela disse, rindo sem humor.

Ele franziu o cenho. "Você percebe que não é-”

"Eu sei que você não estava apenas tentando tirar proveito, Ollie.” Chloe suspirou pela segunda vez.

"Então talvez você devesse ter me dispensado ontem", disse ele cortante.

Chloe se encolheu visivelmente, entendendo o que ele quis dizer. Ela tinha feito uma decisão consciente na noite passada e agora estava conscientemente escolhendo afastá-lo. Ela era a fujona aqui, não Oliver.

Ele a olhou e esperou impacientemente que ela dissesse alguma coisa. Quando ela não o fez, ele se entregou a frustração. "Vamos, Chloe", ele implorou.

"Vamos, Chloe, o que?" ela atirou de volta. "O que exatamente você quer que façamos?”

Ele deu-lhe um olhar duro antes de cruzar seu espaço, puxando-a para fora da cadeira e beijando-a tão intensamente quanto pode. Os joelhos de Chloe quase cederam em surpresa, mas ela se conteve, puxando sua cabeça para trás para forçar os lábios dele a encontrarem refúgio em outro lugar.

"Nós já fizemos isso", disse ela calmamente.

Oliver fez uma pausa, endireitando-se. Ele deslizou uma mão ao redor da parte de trás da cabeça dela, inclinando-a para que ela o olhasse nos olhos. "É. Você perguntou o que eu queria fazer. Bem que eu gostaria de fazer isso de novo e de novo e de novo. E eu quero acordar com você de novo e de novo e de novo. E eu quero flertar escandalosamente com você em situações inadequadas e falar sujo com você pelos comunicadores e estrangular os caras que olharem para o seu lado e eu realmente quero te beijar quando eu quiser. Uma e outra e outra vez”.

Ele olhou-a nos olhos, implacável, e Chloe percebeu que o estava torturando por muito tempo sem perceber.

"A questão”, ele continuou. "É se mais uma vez você vai ou não me expulsar daqui por mexer com você." As palavras dele ecoaram na noite anterior e Chloe mais uma vez se viu discutindo internamente.

A Chloe sensata disparou o alarme de incêndio, dizendo-lhe para sair de uma vez, correr e se esconder e encontrar abrigo porque aquilo estava caminhando para partir seu coração e seria rápido, e não havia nenhuma maneira com a qual ela pudesse lidar com isso outra vez. Ela desmoronaria.

A Chloe romanticamente necessitada porém, estava calmamente tentando salientar que os braços de Oliver ao seu redor faziam-na se sentir extremamente confortável e maravilhosamente segura. Também que seria bastante agradável ser beijada assim novamente, se possível. E, se ela não estava começando a soar como um disco muito arranhado, queria falar uma última vez sobre como seria incrivelmente solitário acordar sozinha todas as manhãs, de agora em diante.

Ela também parecia achar Oliver incrivelmente atraente. Ela mencionou que ele também era inteligente, engraçado, heroico, e cheirava realmente bem assim de perto?

Chloe balançou a cabeça para si mesma.

Oliver não sabia o que isso significava. "Se importaria de me dizer no que exatamente você está pensamento?" ele perguntou, ainda sem soltá-la, determinado a não deixa-la ir, pelo menos até que ela lhe dissesse para fazê-lo.

Chloe deu a ele um olhar bem-humorado. "Eu acho que eu estava pensando em como eu gosto do seu perfume.”

Oliver levantou uma sobrancelha.

Ela apenas revirou os olhos e soltou um suspiro, baixando a testa ao peito dele. "Estou com medo", ela murmurou. "Você queria que eu admitisse, não é? Então aqui está: Eu estou com medo de me machucar de novo e eu realmente acho não posso lidar com ser abandonada mais uma vez, eu realmente não posso porque eu me ocupei de tudo o eu tinha para me impedir de quebrar da última vez. Se isso acontecer de novo eu não vou conseguir recolher os pedaços novamente".

A mão de Oliver ainda estava emaranhada em seus cabelos, esfregando a parte de trás de sua cabeça suavemente. "Eu não vou abandonar você. Porque no mínimo, eu posso absolutamente te prometer que mesmo se as coisas não derem certo entre nós, eu ainda vou estar aqui, porque eu não posso mais imaginar minha vida sem você”.

Ela riu fracamente.

"Na verdade, eu posso", ele continuou, "mas isto realmente seria azarar o futuro e eu tento não pensar nisso.”

Desta vez, o riso dela foi mais leve. Seus braços o rodearam para retornar seu abraço e Oliver sorriu esperançoso. Ele puxou a cabeça dela para trás até ele.

"Vamos, Chloe", ele disse, inclinando a cabeça mais para perto, deixando apenas a respiração entre eles, esperando que ela fechasse a distância.

Chloe hesitou, mais uma vez ouvindo a batalha interna travada em sua mente. Finalmente, ela disse tanto para a Chloe sensata quanto para a Chloe romanticamente necessitada calarem a boca, e levou os lábios até os de Oliver, beijando-o suavemente.

A reação de Oliver foi estranhamente semelhante a da noite anterior. Ele se afastou dela tempo suficiente para exclamar com veemência: "Oh, graças a Deus", antes de plantar seus lábios nos dela em um beijo escaldante e sugestivo, lembrando-a que antes de sua pequena discussão, ela deixou alguns negócios inacabados.

Chloe permitiu que ele a levasse de volta para o quarto e a colocasse na cama, beijando-a o tempo todo.

"Por falar nisso", ele disse. "Eu acho que nem precisaria dizer, mas você não tem permissão para falar sujo com ninguém pelos comunicadores, como também não está permitida de forma alguma a senti-los debaixo da mesa durante as reuniões, ou em qualquer outro momento."

Chloe revirou os olhos, afrouxando a gravata dele. "Droga".

"Como é?" ele perguntou provocativamente contra seu pescoço.

"Eu disse 'Claro que não, Ollie'", ela riu enquanto ele tirava sua saia.

"Foi o que eu pensei."

"Eu prevejo um muito sexy, muito inapropriado relacionamento para nós", ela sorriu.

"Só porque você é provocadora", ele acusou, correndo a mão tentadoramente sobre sua coxa.

Chloe revirou os olhos "Eu vou me certificar de ser mais discreta no futuro.”

Ela soltou um suspiro quando a boca dele substituiu os dedos em sua coxa. Ele a beijou suavemente. "Não se atreva.”

______

_____________________________________________________________________________

6 comentários:

  1. Paula, obrigada por mais uma tradução e muito bem escolhida.

    ResponderExcluir
  2. Adorei. Relembrei o primeiro capítulo, não sabia que tinha continuação. Excelente, valeu, Paula!

    ResponderExcluir
  3. Que delícia de história. Super leve, adorei!

    Edicleia

    ResponderExcluir
  4. Também tive que voltar ao primeiro capítulo, que eu nem lembrava que tinha lido haha, mas bem, que foi uma maravilhosa surpresa saber que havia continuação, isso foi... e ainda tem mais... fantástico!!

    Adorei, Paula... obrigada!

    GIL

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelos comentários gente, que bom que a fic agradou. O próximo capítulo é meu favorito ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba!!!! :DDDDDDDDDDDDDDDDDD

      Excluir

Google Analytics Alternative