27.7.14

The Way Forward

Título: Seguindo Em Frente
Resumo: História pós-Warrior. Começa após a cena final com a flecha.
Autora: carmen_sandiego
Classificação: PG-13

A flecha atingiu a borda do alvo com um barulho decisivo, e o sorriso de Chloe imediatamente brilhou. Ela se virou para Oliver, alegria óbvia em seu rosto.

"De novo", ela disse. E eles fizeram de novo -- e de novo.

Algumas das flechas erravam completamente, outras caíam perto do centro. Não importava. Quando ele voltou a encher seus copos o sol já tinha se posto no horizonte, e os dois estavam muito relaxados. Ele não tirou o arco dela nenhuma vez.

"Eu deveria ter te mostrado isso há muito tempo", ele comentou, pegando mais uma dúzia de flechas do alvo. Ela estava melhorando, apesar do horário já avançado.

Ela deu risada. "Não estou reclamando. Eu posso finalmente apreciar o trabalho do Arqueiro Verde, da primeira fila." Ele se aproximou dela novamente, colocando uma flecha em sua mão e o resto sobre a mesa.

"Como estou indo até agora?"

"Nada mal." Ela soltou a flecha seguinte. Caiu alguns centímetros à esquerda do centro. "Mas acho que o Arqueiro Verde tem uma mira muito, mas muito melhor que a minha." 

"Eu poderia discordar, mas eu não posso mentir para a Watchtower."

"Hm." Ela pegou outra flecha, lenta mas calmamente. Concentração clara em seu rosto, embora ele se perguntasse se não era algo mais. Ela estava sendo cuidadosa novamente, ele podia dizer. Ela equilibrou os pés descalços no chão, proposital em seus movimentos.

Sem querer, ele a trouxe de volta aos arredores. "Aqui", ele parou atrás dela de novo. "Tenta sem olhar desta vez." Ele abaixou a mão dela. Ela precisava se concentrar em si mesma.

"Não é um pouco cedo para eu mudar de nível?"

"Nunca. Além do mais, acho que você consegue."

"Se você diz", ela disse hesitante, erguendo os braços para preparar o tiro. Depois de um momento, ela respirou fundo, ficou bem parada e puxou a corda. Ela soltou, e  um momento depois a flecha atingiu o alvo, esta mais perto do centro do que a anterior.

Surpresa, mas não eufórica, ela deu uma risada - genuína desta vez. Ele pressionou as mãos contra seus ombros, aliviado com o sucesso, mas talvez com o alívio da tensão. Algo que ela claramente precisava.

"Viu?"

Ela expirou de vagar, pegando outra flecha. "Eu tenho que dizer, isso é bem legal."

"Ah, queria que você não tivesse dito isso."

"Por que não? É verdade." Ela preparou a mira novamente.

"Se a notícia de que o Arqueiro Verde gosta de ser Arqueiro Verde se espalhar, estou perdido."

"Oh, eu não diria isso", ela falou gentilmente, fechando um olho e parando novamente enquanto prendia a respiração. "Você tem que amar o que você faz, não é?"

"Verdade. Eu sei que você ama, certo? Chloe Sullivan, líder dos heróis. Eu não estaria aqui se não fosse o caso."

Chloe não respondeu imediatamente, em vez disso, soltou a mão direita e deixou a flecha voar. Desta vez caiu bem longe da marca, praticamente na borda.

Ela abaixou as mãos, o arco ainda ali enquanto suspirava. Ela olhou para o tiro errado.

Ele franziu a testa, olhando do alvo para ela. "Ei", ele disse, "não desiste ainda. Você não pode terminar uma sessão numa flecha ruim." Ele deu um passo à frente e para o lado, pegando as flechas remanescentes.

Mas ela se moveu ao mesmo tempo, e seus pés descalços eram menos estáveis que os dele, então de repente eles estavam meio caindo, meio trombando um no outro. Ela segurou o arco com mais força; ele estendeu a mão para ela, segurando sua cintura.

"Ei, cuidado. Vamos fazer de novo." Passando um braço ao redor dela, ele pegou o arco com a outra mão, tirando-o das mãos dela enquanto ela se endireitava ao seu lado.

Ela estava quieta demais para o gosto dele, considerando o quanto a noite estava relaxante até ali. Ele se perguntou se era a bebida, ou algo que tinha dito sem perceber. Ele manteve uma mão em sua cintura, não soltando-a inteiramente.

Chloe se virou para ele, encarando-o com mãos vazias e uma expressão neutra. "Por que você está aqui, Oliver?" Ela perguntou.

Ele franziu um pouco a testa ao ouvir a pergunta, balançou a cabeça e olhou para o arco que ela vinha segurando a maior parte da noite. "Para praticar tiro ao alvo", ele disse com um dar de ombros. "Chloe, o que-"

"Eu não estou falando de agora. Esta noite." Ela balançou a cabeça, endireitando-se e inclinando-se para a frente, saindo do abraço dele.

"Então o que você quer dizer?"

Ela estava se afastando agora, tendo tirado o arco da mão dele e deixando-o sobre a mesa - como se lembrasse que ela não deveria estar segurando para começar.

"Eu quero dizer..." Ela gesticulou ao redor, virando-se para olhar para ele. "Você é Oliver Queen. Administrador famoso mundialmente, cobiçado pelas mulheres, arqueiro da noite..."

"Chloe..."

"Você poderia estar em qualquer lugar", ela disse finalmente. "Com qualquer pessoa."

"Eu pensei que você de todas as pessoas soubesse a resposta para isso", ele disse. "Você é a razão para eu estar aqui."

"Eu sou a razão para você ter voltado", Chloe esclareceu. "Mas você não precisava ficar. Não é possível que você tenha ficado por minha causa..." Sua palavras ficaram no ar, embora ainda estivesse tentando entender o que ela estava dizendo. 

Ele ficou tenso em surpresa, perguntando-se momentaneamente se ela tinha acabado de insultá-lo, ou a ela mesma. De quem ela estava falando?

"Por que isso é tão impossível?" Oliver parou perto dela, genuinamente curioso para ver como esta conversa ia terminar.

Um som de descaso a escapou. "Oliver, vamos apenas... Não seja ridículo."

"Eu não estou tentando ser." Eles estavam juntos agora, de jeito nenhum ela podia evitar olhar para ele, e ainda assim ela estava tentando.

"Eu comando o show do lado de fora." Seu olhar passou dos ombros dele para os monitores alinhados na parede. Alguns deles ainda precisavam de reparos, graças a visita do Dr. Destino. Endireitando os ombros, ela finalmente se virou para encontrar seu olhar. "Mas eu não sou o evento principal, nós dois sabemos disso. Eu nunca fui." Ela deu um leve aceno de cabeça, como se estivesse se convencendo do que estava dizendo.

"Chloe..." Ele respirou fundo e descansou as mãos nos ombros dela, desejando que ela lhe ouvisse desta vez. "Você é a razão para eu ter voltado, e você é razão mais do que suficiente para eu ficar. Você me fez ver que eu podia ser mais do que era."

"Eu fiz?"

Ele mudou as mãos, correndo-as gentilmente pelos braços dela até chegar em suas mãos. "Chloe, seja lá o que tenha acontecido com você hoje, você não precisa me contar se não quiser, mas... Você precisa saber, não tem nada que você me diga que vá me fazer ir embora daqui." Ele balançou a cabeça. "Absolutamente nada."

Ela olhou para ele, o começo de um sorriso curvando seus lábios. "Você realmente está falando sério, não está?"

"Eu jamais mentiria para você."

O sorriso dela aumentou, e ele não pôde deixar de levar uma mão até o rosto dela, o polegar tocando a curva de sua bochecha e o canto de seu sorriso. Ele não percebera até agora quão pouco a via sorrir ultimamente. De repente, ele não queria nada mais do que mantê-la ali, daquele jeito.

"Você disse alguma coisa sobre se divertir?"

"Se divertir", ela repetiu gentilmente. "Aposto que você conhece todos as formas de fazer isso."

Ela levou a mão até o rosto dele, traçando a linha de sua mandíbula até alcançar seus lábios. Ele partiu a boca levemente, os olhos seguindo cada mudança na expressão dela enquanto ela o explorava. A pele dele sentia a ausência daquele toque.

"Você tem razão, eu conheço." Ele não sabia o que mais responder a ela. A mulher em sua frente conhecia cada parte de sua vida. Ele não tinha nada para esconder dela, e não havia propósito para isso.

Ela encontrou o olhar dele por um momento, seus corpos a meros centímetros um do outro. Ela piscou, afastando as mãos dele. E então, como se tivesse tomado uma decisão, Chloe se mexeu, afastando-se .

Ele estendeu a mão e pegou a dela, parando-a e puxando-a de volta para ele.

"Oliver, eu--"

"Se você não consegue se lembrar quando foi a última vez que se divertiu", ele parou, lendo a expressão dela, percebendo a sensação do corpo dela sob suas mãos. "Então eu aposto que faz tempo demais que alguém te disse o quanto você é bonita."

"Oliver", ela reagiu novamente quase rápido demais, quase fazendo descaso do elogio dele. "Isso não--"

"Eu estou falando sério", ele disse, levando os dedos até o queixo dela para evitar que ela olhasse para outro lado. "Você é bonita, Chloe."

Quando ela olhou de volta pra ele, parecia que sua resistência estava quase diminuindo. Ela ouviu o que ele disse,  ele podia ver. Ela piscou, emoções chegando a superfície.

"Vem cá." Mas ele não esperou uma resposta. Em vez, a puxou para ele, uma mão deslizando ao redor de sua cintura, a outra subindo até seu rosto para que ela olhasse para ele. Ele desceu a cabeça, parando por um segundo, permitindo a ela um momento de reconhecimento. E então, ele a encontrou levantando os lábios para encontrá-lo enquanto a distância era diminuída entre eles.

Ele podia sentir o corpo dela relaxando, sentiu as mãos contra seu peito. Os lábios dela eram suaves e quentes, e apesar do espaço aberto em que se encontravam, ele sentiu o calor aumentando entre eles. Seus lábios se tomaram, gradualmente aprofundando o beijo. Ele passou os braços ao redor dela, segurando-a com força. Ela subiu uma mão, emaranhando-a no cabelo dele e puxando sua cabeça para baixo, como se ele já não estivesse perto o bastante. Os dedos da outra mão dela deslizaram por dentro da camiseta dele, correndo-a pela pele e músculos ali.

Com a mesma facilidade as mãos dele entraram por dentro da blusa dela, tocando a pele macia de sua cintura. Um som de surpresa a escapou, e ele parou o beijo, apenas para perceber que a tinha erguido alguns centímetros.

Descendo a boca sobre a dela novamente, eles voltaram a se beijar, muito rapidamente antes de ela sentir os pés novamente no chão. Eles se afastaram, cada um respirando, mas nunca quebrando o contato.

As mãos de Oliver correram suavemente pelas laterais do corpo dela, sentindo seu cheiro, desfrutando do rubor de suas bochechas. "Quando foi a última vez que você foi beijada assim?" ele perguntou.

Ela descansou as mãos nos ombros dele, então as moveu para segurar seu rosto. "Acho que nunca fui beijada assim."

"Bom", ele disse.

A confusão começou a surgir no rosto dela, ele desceu a mão e se inclinou na direção dela. Chloe gritou enquanto ele a levantava mais alto, braços descansando abaixo de sua bunda. Ela estava olhando para baixo agora, mãos se enterrando novamente em seu cabelo. Ele viu seus sentimentos espelhados ali, e sentiu um alívio estranho quando percebeu que ela não queria que ele a soltasse.

"Mostre-me como me divertir, Oliver."

"Achei que você não ia pedir." E ela passou os braços ao redor dele e ele a beijou novamente.

____________________________________________________________________________

12 comentários:

  1. Adorei! Bem que essa poderia ter uma continuação. Fics baseadas em Warrior nunca são demais :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoraria, Paula, seria muito bom...

      Excluir
  2. "Você é a razão para eu estar " foi de longe a melhor resposta... e Chloe se colocando pra baixo enquanto Ollie a coloca pra cima... literalmente... e Warrior.... é de tirar o folego...
    Ass: Juliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi mesmo, melhor resposta do mundo! Só ele mesmo né, Juliana?

      Excluir
  3. Perfeitaaaaa <3
    Quero mais kkkk
    Jami

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim, sim, temos mais... :D

      Excluir
  4. Estou de pleno acordo, esta é digna de uma continuação... deixou aquele gostinho de quero mais!! Ah, também quero mais!! =DD

    GIL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se é... Mais sim, GIL, loguinho... :D

      Excluir
  5. MEU DEUS!
    Nunca tinha lido essa fic, adorei essa versão de pós-Warrior...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :D Que bom que gostou! Tudo que vem de Warrior... não tem como errar...

      Excluir
  6. AMEI!
    Mas pena que parou na melhor parte, né? Hahaha
    Tenho lido tantas fics angust, que fico elétrica quando chega as partes hot! Haha

    Aline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, pois é, também achei!!! Bem que ela podia escrever mais, né? :D Opa, quem não fica? São as melhores partes, as hot, rs...

      Excluir

Google Analytics Alternative