2.9.10

Two of Us (2/4)

Título: Nós Dois
Resumo: Chloe e Oliver são levados para 23 anos no futuro, para ajudar a evitar uma catástrofe mundial.
Autora: newbatgirl
Classificação: PG-13
Nota da autora: Chloe e Oliver sentem atração um pelo outro mas não têm uma relação não-relação acontecendo. O título foi tirado da música dos Beatles "Two of Us" que aparecerá posteriormente na história. Existem muitas versões dessa canção, mas as minhas preferidas são a original e a que Neil e Liam Finn fizeram para a trilha sonora do filme "I Am Sam" (Uma Lição de Amor). Essa história é contada do ponto de vista de Oliver.
Anteriores: Prólogo - Um




2033... Sede da Liga da Justiça... Baixa Órbita Lunar

A batida na porta tirou Oliver de seu cochilo. Ele olhou para Chloe encolhida contra seu peito e lamentou ter que interromper seu sono. Ele escorregou o corpo cuidadosamente por baixo dela e milagrosamente, ela não acordou.

Ele abriu a porta e encontrou o olhar tímido de Victor.

"Desculpe incomodar vocês mas recebemos uma mensagem de J'onn. Ele e Diana chegarão com Clark dentro de uma hora. Vocês têm que ir para a Sala de Controle."

Oliver olhou para a pessoa dormindo atrás dele. "Certo. Nos dê um minuto."

"Eu espero aqui fora", Victor acrescentou, dando uma olhada para Chloe e em seguida, voltando o olhar para Oliver.

"O quê?" Oliver perguntou quando percebeu o olhar do outro homem.

"Nada... é só que, faz muito tempo desde que vimos vocês assim. Nos traz muitas lembranças."

Oliver ponderou suas palavras. "Vic, ainda continuamos todos amigos neste tempo, certo? Ou nos tornamos apenas colegas de trabalho?"

Victor lhe deu um sorriso consciente. "Não somos só amigos, cara. Somos uma família. Você vai ver. Eu espero vocês." Victor puxou e fechou a porta.

Família. Parecia um jeito estranho de descrever um grupo de heróis vigilantes, mas então ele se lembrou de como Chloe cuidava dos garotos quando estavam sozinhos e como foram criando laços. Fazia sentido.

No entanto, era algo para se pensar depois. Agora ele precisava acordar Chloe. Ele se inclinou sobre a cama e tirou algumas mechas onduladas de cabelo do seu rosto. "Sidekick, hora de acordar. Chlo?"

Ela abriu os olhos, piscou algumas vezes e olhou ao redor do quarto.

Ele leu os pensamentos dela tão facilmente como se tivesse lendo as palavras dela em um balão. "Não, não era um sonho."

Ela sentou-se na cama, o movimento esticando o tecido do vestido branco que causou tanta discussão mais cedo. "Eu sei, mas por um segundo..."

"Eu sei."

"Você acha que eles vão nos mandar de volta depois que eu curar Clark?"

"Não vejo porque não. Eles parecem muito preocupados em não nos contar coisas que possam afetar o que diremos ou faremos quando voltarmos."

"É, também acho."

"Vamos. Victor disse que Clark deve chegar dentro de uma hora. Seja lá o que ainda precisam nos contar, é melhor que contem agora."

Batman, Dinah, Bart, AC, estavam esperando por eles na Sala de Controle quando retornaram.

Batman deu um passo à frente e colocou uma mão sobre o ombro de Chloe. Oliver tentou e não conseguiu impedir seu corpo de reagir e apertou seu braço ao redor da cintura de Chloe no mesmo segundo. Se Batman percebeu, não comentou.

"Clark chegará logo. Vamos levá-lo imediatamente para a ala médica. Teremos um lugar preparado para você também... para depois."

"Tem ideia de quanto tempo ela vai ficar inconsciente?" Oliver perguntou. "Quais são as condições de Clark?"

"Ele está muito ferido. Tem outra coisa que vocês precisam saber. Chloe não conseguirá curá-lo sozinha. Lex tentou ultrapassar seu poder de cura. Temos mais dois com a mesma habilidade para ajudá-la."

"E porque não usa apenas eles?" Chloe perguntou antes de Oliver.

"Eles não são tão fortes quanto você. Na verdade, cada um deles tem metade da sua força. Trabalhando juntos, achamos que vocês conseguirão salvá-lo. Vocês três ficarão inconscientes por algum tempo mas pelo que conhecemos sobre sua habilidade, vocês se recuperarão normalmente."

"Esses outros, quem são eles?"

Batman olhou para os outros. "Vocês os encontrarão lá embaixo na ala médica. Só se lembrem que depois que tudo terminar, os mandaremos para casa, para o seu tempo. E caberá a vocês decidir como vão lidar com o que descobrirem aqui."

Oliver segurou a mão de Chloe e deixou a Liga da Justiça os conduzir por uma série de corredores brancos e um passeio tenso de elevador até a sala enorme que chamavam de ala médica.

Lá havia modernos leitos alinhados na parede bem como montes e montes de equipamentos médicos desconhecidos e monitores. Oliver sentiu um aperto no estômago ao imaginar Chloe em uma daquelas camas, ligada a um daqueles monitores. "Você tem certeza sobre isso?"

Ela assentiu, mesmo sendo possível ver o medo em seus olhos. "Tenho certeza." Ela apertou a mão dele. "Você vai ficar comigo?", ela sussurrou de volta. "Vou lutar com todos eles se tentarem me tirar daqui", ele disse com um sorriso.

Ela lhe deu um sorriso trêmulo e inclinou-se contra ele. Ele olhou para os outros com expectativa. "E agora?"

Batman se aproximou. E inesperadamente tirou a máscara, revelando o rosto envelhecido de Bruce Wayne. Seus cabelos pretos tinham traços grisalhos e havia fracas linhas ao redor de seus olhos mas Oliver o reconheceu.

"Bruce!!! O que--- Esse tempo todo? Você é o Batman?"

"Diante do que estou prestes a pedir, Oliver, eu lhe devia a verdade sobre quem eu sou. Em algum momento do seu futuro, você irá até Gotham pedir para eu me juntar à Liga e eu vou agir como um idiota. Mais do que um idiota. Não posso voltar atrás e mudar o que aconteceu mas posso lhe dizer que sinto muito... e que você estava certo. Eu preciso da Liga da Justiça."

Oliver estava sem palavras. Seu antigo colega de escola, algumas vezes parceiro nos negócios e diversas vezes rival era Batman, ou se tornaria Batman? Isso ficava cada vez mais estranho.

"Ok, tudo bem, desculpas aceitas, eu acho. O que você quis dizer, o que você está prestes a me pedir?"

"Eu vou pedir para que você não faça nada. Que deixe isso acontecer. Tudo vai ficar bem. Você precisa confiar em nós." Ele se virou para Victor. "Peça para Dinah trazê-los."

Ele e Chloe se viraram para a porta para ver Dinah conduzindo duas pessoas para dentro da sala. Dois jovens, provavelmente um pouco mais novos que ele e Chloe. Eram loiros e bastante altos, com porte atlético. Um menino e uma menina. Conforme se aproximaram, ele pôde ver que o garoto, e não um jovem, tinha o cabelo comprido, preso atrás em rabo de cavalo. A garota tinha longos cabelos loiros também, presos em uma daquelas complicadas tranças. Eram muito parecidos, talvez fossem irmãos. Eles observavam ele e Chloe atentamente, com arregalados olhos verdes, que estavam levemente avermelhados, como se tivessem chorado.

"Estes são nossos outros ajudantes." Bruce disse. "Estes são Connor e Moira."

"Oh meu Deus!" Chloe sussurrou depois de um longo momento, cobrindo sua boca com as mãos.

Oliver ficou confuso por um momento até que olhou atentamente para os jovens e para Chloe e entendeu.

"Oh Deus."

Ele sentiu Chloe escorregando e apertou seu braço ao redor da cintura dela. "Está tudo bem! Victor!", ele ordenou. "Pegue uma cadeira pra ela!"

Victor instantaneamente pegou uma cadeira e ajudou-o a colocar o corpo quase inconsciente de Chloe nela. Dinah trouxe-lhe um copo com água, que ela tomou com as mãos trêmulas. Oliver se ajoelhou na frente dela com a testa pressionada contra a dela e suas mãos sobre as dela até sua respiração se normalizar.

Atrás dele, conseguia ouvir os outros murmurando uns com os outros e algumas palavras duras mas ignorou-os e se concentrou em Chloe.

"Você está bem?", perguntou.

Ela assentiu.

"Você consegue se levantar?"

Ela assentiu novamente e ele a ajudou a se levantar. Ele manteve o braço firme ao redor dela e acenou com a cabeça para os garotos sinalizando que estava tudo bem para eles se aproximarem.

Garotos. Seus garotos.

Tudo o que foi dito desde que chegaram. Todas as meias-palavras e frases incompletas de repente fizeram sentido. Ele e Chloe tinham filhos juntos. Dois filhos.

Connor e Moira foram primeiro até Chloe, olhando pra ela fascinados.

"Você não parece ser muito mais velha que a gente." Moira disse, em seguida olhando para Oliver e balançando a cabeça incrédula.

"Quantos anos vocês tem?" Chloe perguntou, estendendo a mão para tocar o cabelo da jovem garota.

"Moira--" Victor falou em tom de alerta.

Moira pareceu culpada. "Desculpe, não posso responder isso. Tio Victor tem medo que estraguemos o tempo certo das coisas pra vocês."

Chloe deu um olhar irritado para Victor, e ele encolheu os ombros. Oliver observou Connor, tentando adivinhar sua idade. Seu filho. Um filho que não parecia muito mais novo que ele!

"Qual de vocês é mais velho?", ele perguntou.

Connor deu um sorriso orgulhoso. "Sou eu", e Moira lhe lançou um familiar e desconfiado revirar de olhos. "Só três minutos e ainda estou convicta de que o médico cometeu um erro."

"Três minutos?" Chloe repetiu com a voz fraca. "Vocês são gêmeos?"

Os dois assentiram ao mesmo tempo e Oliver sentiu um nó de puro temor surgir em seu estômago. Gêmeos. Com um DNA resultado da mistura de Arqueiro Verde com Watchtower.

Ele sentiu Chloe escorregando novamente e a segurou com mais força para mantê-la em pé. Seguiu o olhar de Connor para sua mão esquerda que a segurava pela cintura.

"Ei, vocês não são casados?" Connor exclamou.

Victor rosnou. "Connor!"

Connor sorriu culpado. "Ah... oops?"

Mais uma coisa para ser adicionada à bagunça. Oliver balançou a cabeça. "Não somos."

Moira se virou para Bruce. "Tio Bruce, de que ano você os trouxe?"

"2010."

"Oh, mas eu pensei---"

"Já chega, Moira." Victor disse com um olhar intenso.

A cabeça de Oliver começava a clarear em relação ao pedido que Bruce lhe havia feito. Ele fixou o olhar em seu amigo vestido de preto.

"Não, a resposta é não, Bruce. Não vou deixar isso acontecer."

"Oliver, não tem outro jeito."

"Eles são crianças! São nossas crianças e eu digo que é muito perigoso. Eu não vou permitir. Encontre outro jeito."

"Todos nós conhecemos os riscos, incluindo eles." Bruce disse de volta.

Oliver tirou seu braço da cintura de Chloe e deu um passo em direção à Bruce. "E se fosse sua família? O que você ia dizer?"

Bruce ficou em silêncio.

"Foi o que eu pensei." Ele se virou para Connor que o observava atentamente. Era desconcertante porque ele tinha os olhos de Chloe.

"Pai---"

Inexplicavelmente, Oliver se percebeu respondendo automaticamente. "O quê?"

"Temos idade suficiente para tomar nossas próprias decisões. Não estaríamos aqui se não tivéssemos. Você nos impediu de nos juntar à Liga até que fôssemos adultos e agora somos. Você não pode nos impedir de fazer isso."

Moira se aproximou com os olhos cheios de lágrimas. "E tem mais, se não ajudarmos Mamãe a salvar o tio Clark, corremos o risco de não ver vocês novamente, ou pelo menos nossa versão de vocês, novamente."

Chloe estendeu a mão e tirou uma lágrima do rosto de Moira com o polegar. "O que você quer dizer?"

"Se tio Clark morrer, a Liga terá que sair daqui e se separar para se defender. Será impossível comandar uma missão para encontrar o lugar onde o Presidente Luthor está mantendo Mamãe e Papai. Esse é o único jeito de termos nossos pais de volta."

Oliver sentiu seu peito apertar com a emoção na voz da menina. Ela estava falando a verdade.

Oliver passou a mão no rosto e olhou de Chloe para Connor e Moira. Sentiu como se seu coração estivesse sendo arrancado de seu corpo.

Ele se virou para Bruce. "Ok, mas é melhor isso funcionar ou eu vou perseguir você através dos tempos e quebrar cada osso do seu corpo toda semana e duas vezes aos Domingos."

Bruce assentiu com a cabeça. "Vai funcionar."

Moira e Connor deram risada e Chloe se virou pra eles. "O que é tão engraçado?"

"Papai, nosso Pai, ameaça o tio Bruce, MUITO." Connor disse com um sorriso.

"O tempo todo", acrescentou Moira.

*****

Chloe deu um copo com água para Oliver enquanto ele se sentava em uma das cadeiras da Ala Médica. Podiam sentir os olhares das outras pessoas na sala mas eles pareciam compreender que Oliver e Chloe precisavam de um minuto sozinhos para processar tudo o que tinha acontecido.

"Beba isto."

"Se tem um dia que eu precisava de algo mais forte..."

"Eu não ia te impedir", ela murmurou.

"Sim, você iria."

"Você está certo. Eu iria."

Ele apertou gentilmente a mão dela e pegou o copo. "Vamos ter muito o que conversar quando voltarmos para o nosso tempo."

"Eu sei."

"Tudo isso te assusta?", ele perguntou cautelosamente.

Chloe refletiu sobre a pergunta. "Na verdade não, é estranho mas não me assusta tanto quanto eu imaginei. Você?"

"Também não. Estranho. Bem, tirando isso, aqueles dois me assustam", ele disse, apontando para Connor e Moira, que conversavam com Victor e AC. "Você consegue imaginar em quantos problemas duas crianças com nosso DNA conseguem se meter?"

Chloe refletiu. "Ok, agora eu estou assustada. Ollie são dois."

"É o que eu estou dizendo!"

As portas da ala médica se abriram de repente e um homem e uma mulher entraram correndo carregando uma grande figura numa capa vermelha.

A mulher tinha longos cabelos pretos e vestia uma jaqueta azul sobre uma blusa vermelha, calças pretas, e um tipo de fita dourada amarrada na cintura. Chloe reconheceu o homem como um J'onn estranhamente inalterado. Eles deitaram a enorme pessoa sobre uma das camas. Sua cabeça caiu para o lado e Chloe reconheceu os traços levemente envelhecidos de Clark. Chloe foi para o lado da mulher, que estava arrumando o cobertor ao redor do corpo de Clark. Ela olhou para cima quando Chloe se aproximou, dando um passo para trás, surpresa.

"Chloe! Oh, é claro, Bruce disse que você estava aqui."

Chloe a observou. "Você deve ser... Diana?"

"Sim, acho que não nos conhecemos ainda mas... sim, eu sou Diana."

"Como ele está?", ela perguntou, apontando para Clark.

"Vivo ainda, mas muito mal. Eu nunca o vi envenenado por kriptonita desse jeito. Luthor o atingiu com algo muito poderoso. Você vai ajudá-lo?"

"Claro." Ela olhou por sobre o ombro para Moira e Connor e eles vieram até ela sem que precisasse dizer nenhuma palavra.

Oliver apareceu ao seu lado, segurando em seus ombros para virá-la de frente pra ele. Ele lhe deu um forte abraço. "Estarei aqui", ele disse pra ela. "Eu sei que você vai. Estarei de volta o mais rápido que eu conseguir. Espere por mim", ela sussurrou contra o pescoço dele.

Ela deu um passo para trás e se encontrou rodeada por Connor e Moira. Pegou a mão de cada um deles nas suas. "Vocês sabem o que fazer?". Eles acenaram positivamente com a cabeça.

"Eu sou mais forte que vocês dois, então sigam meu comando. Se sentirem que estou ficando fraca, não se assustem. Às vezes a energia vai e volta quando o ferimento é mais sério. Apenas se mantenham firmes e não percam a esperança. Pensem em alguma coisa com a qual vocês realmente se importem e continuarão fortes, eu prometo."

Eles assentiram novamente e trocaram olhares, parecendo haver algum tipo de conversa com o olhar.

Batman, com a máscara de volta no lugar, falou pra eles de onde estava, do outro lado da cama de Clark. "Vocês estão prontos?"

"Pronta." Chloe respondeu.

"Prontos", os gêmeos responderam juntos.

Os três colocaram as mãos sobre o corpo de Clark. Chloe sentiu o calor de suas mãos começar a pulsar e deixar seu corpo. Sentiu o calor de Connor e Moira também e ela abriu brevemente os olhos para ver a luz que saía de seus corpos inundar toda a sala.

A dor veio logo, rompendo dentro dela, e a sala começou a escurecer. Ela se segurou, sabendo que quanto mais suportasse, menos Connor e Moira teriam que aguentar.

Finalmente a força da escuridão era muito forte e ela estava cansada, muito cansada para conseguir se segurar um pouco mais...

_________________________________
Fim do Capítulo. Leia o Capítulo Três.

___________________________________________________________

6 comentários:

  1. Achei emocionante... especialmente quando o Oliver responde ao Connor, qdo é chamado de pai... amei... e essa fic tem uma sequencia já...

    ResponderExcluir
  2. Uh... Curiosíssimaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  3. Gostei. Ancioso pelo final.

    ResponderExcluir
  4. nusssss

    muito boa mesmo essa fic

    Quando falou cornor e moira... eu disse "meu Deus" depois li meu Deus hahaha

    muito meiga!!!

    ResponderExcluir
  5. haha... Lêh, somos duas...

    ResponderExcluir
  6. Aha!!!!!! Eu sabia que eram filhos deles!!! Que legal que herdaram o poder da Chloe. Ansiosa pelo que vai acontecer!!! Muito emocionante.

    NOELLE

    ResponderExcluir

Google Analytics Alternative